Log in

Bloco de carnaval Angola Janga completa cinco anos com lançamento de livro

Publicação traz temas referentes às africanidades e negritudes brasileiras

Em 2020, o bloco Afro Angola Janga, de Belo Horizonte, completa cinco anos. Para celebrar essa trajetória dedicada ao empoderamento negro por meio de suas práticas e repertórios, o grupo lança em janeiro de 2021 o livro “Agbara do Angola Janga: Memória, Cultura e Educação”, pela Crivo Editorial.

A publicação, assinada por Nayara Garófalo – fundadora do bloco – aborda questões referentes à temática étnico-racial e vem acompanhada de um CD com dez faixas autorais compostas por integrantes do bloco. O livro apresenta as letras das canções e temas referentes às africanidades e negritudes brasileiras.

Traz também temas de cortejos anteriores e simbologias utilizadas pelo bloco Afro, além de orientações pedagógicas para auxiliar o educador na aplicação da Lei 10.639/03, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de "história e cultura afro-brasileira" nas escolas. “O projeto tem duas frentes. Uma de registro de memória desses cinco anos, e a outra é o compromisso com a educação. Esse livro é o início de algo que identificamos como importante dentro do bloco que é a memória do povo negro, que não é vista com tanta importância como a memória do homem branco”, comenta a coordenadora de produção do bloco, Natálha Abreu.

O projeto foi realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, e toda a tiragem será destinada para Escolas Municipais e Bibliotecas Públicas da capital mineira. “Vamos produzir também um vídeo. A ideia é utilizar imagens do processo de construção do livro e do CD. Fizemos um texto orientando esse vídeo, e queremos que ele chegue até os professores, para terem elementos para desenvolver suas aulas online”, complementa.

Sobre o Bloco Angola Janga

O Angola Janga é um bloco afro de Belo Horizonte dedicado ao empoderamento e à emancipação do povo negro através de suas práticas e repertórios. Com uma levada que vai do “axé” ao funk, o Bloco passeia, em seu show, por diversos exemplares da produção musical negra antiga e recente. Samba reggae, ijexá, samba afro, funk de protesto, hip hop, pagodão baiano e ritmos mineiros são alguns dos apresentados, com uma energia e estética inesquecíveis para quem vê.

Sobre a Crivo Editorial:

Editar a cidade. Participar da vida pública de Belo Horizonte por meio de livros. Dar voz a autores nos cenários: artístico, político e social. Em 2012, a Crivo Editorial surge, pioneira, com o propósito de intervir na cidade: propondo trocas e a criação de um diálogo horizontal com os múltiplos e diversos universos presentes em BH. Deslocando-se da função de uma editora para a atividade de um Editorial, a Crivo acredita na transformação da cidade, por meio da palavra e da escrita. Atualmente, a Crivo Editorial possui aproximadamente 120 publicações. Movimenta-se no sentido de tornar-se um editorial e reafirma a sua ideia de não somente editar livros, mas coparticipar do processo de “edição da cidade”.

SERVIÇO

Livro: “Agbara do Angola Janga: Memória, Cultura e Educação”

Autor: Nayara Garófalo

Editora: Crivo Editoria

Assinar este feed RSS

Banner 468 x 60 px