Log in

A sustentável beleza de Itacaré

Entre o mar e a Mata Atlântica, esse trecho privilegiado do litoral baiano guarda uma área preservada, repleta de praias, rios, cachoeiras e um mar cristalino visitado anualmente pelas baleias Jubarte

Com praias belíssimas, rios e cachoeiras em uma área preservada de Mata Atlântica, Itacaré, no Sul da Bahia, é o destino dos sonhos para quem busca o turismo sustentável. A uma hora de Ilhéus, a mini capital da Costa do Dendê tem inúmeras atrações de natureza no seu entorno, além de um centrinho vibrante, que é o ponto de encontro dos visitantes, principalmente à noite. 

Descoberta pelos surfistas, Itacaré, atualmente oferece muito mais do que boas ondas. Seu conjunto formado por praias, matas, rios, cascatas e manguezais tornou a região um dos mais badalados destinos de ecoturismo do país, com diversas trilhas, opções de atividades aquáticas e a avistagem de baleias Jubarte. 
 
Entre os meses de julho e outubro, as baleias migram para a costa brasileira em busca de águas mais quentes para se reproduzirem. Antes ameaçadas de extinção e avistadas somente em Abrolhos, a recuperação gradual da população fez com que elas retornassem à costa do Nordeste e Sudeste, com a Bahia abrigando o maior número durante sua temporada de reprodução. 
 
Para aprender mais sobre essa espécie tão especial, os turistas podem conhecer a Ilha Interpretativa da Baleia Jubarte, nas dependências do Eco Beach Club, na Praia da Concha, uma das mais centrais. Ali, há painéis educativos e partes do esqueleto e uma réplica da cauda de uma baleia encontrada na região. No canto esquerdo da Praia da Concha, a Ponta do Xaréu é também um dos melhores lugares para ver o pôr-do-sol, entre barcos de pescadores e a linha do mar. 
 
O mar e a Mata Atlântica emolduram todas as atividades, boa parte delas recomendadas com o acompanhamento de guias, pois as praias mais distantes são quase desertas, com acesso por trilhas. Algumas trilhas cortam fazendas, revelando riachos, cachoeiras e costões. As caminhadas são de nível médio e a que leva à Prainha, partindo da praia da Ribeira, é considerada uma das mais bonitas da região.
 
Quem curte esportes de aventura e atividades aquáticas pode também praticar caiaque, rafting e canoagem nas corredeiras dos rios de Contas e de Tijuípe e nas praias centrais, como Concha, Resende e Tiririca.
 
Hospedagem sustentável
 
Para quem quer aliar as atividades a uma hospedagem sustentável, o Itacaré Eco Resort é um dos hotéis mais exclusivos. Dois rios cristalinos, o Canoeiro e o Mãe Josepha, atravessam o resort, que também fica a 100 metros da pequena Praia de São José, com acesso privilegiado para os hóspedes. 
 
No Rio Canoeiro, há uma trilha com sete quedas e um leito onde os hóspedes podem praticar atividades como SUP e caiaque. O Rio Mãe Josepha, por sua vez, deságua na piscina do hotel, de água mineral litinada, mais um diferencial do Itacaré Eco Resort. 
 
Como não poderia deixar de ser, o resort foi concebido dentro de uma proposta de sustentabilidade, mantida pela proprietária, Renilce Cavalcanti, “ambientalista e natureba”, como ela mesma se autodefine. “Não interfiro na natureza, vou criando caminhos, guardando o respeito ao rústico”, diz Renilce. 

É o caso da nova trilha para a praia, florida e forrada de grama esmeralda, a mais brilhante e resistente ao sol. A Prainha, reduto dos surfistas, também fica a uma curta caminhada do hotel. Há ainda um deck que leva ao encontro do Rio Canoeiro, com o mar, onde forma-se uma incrível piscina natural em meio às rochas, revelando a beleza selvagem e sustentável de Itacaré. 

Hotel Caxambu registra maior receita da história com VOA Hotéis

Após parceria com a startup, o empreendimento alcançou números altos, algo não visto desde 2019

Uma hospedagem bem tradicional, o Hotel Caxambu, localizado no centro da cidade de mesmo nome, em Minas Gerais, registrou sua maior receita de mercado da história em julho deste ano. O empreendimento não alcançava números altos de faturamento desde o pré-pandemia, em 2019. O recorde se deve à administração comercial, de distribuição e performance da VOA Hotéis, iniciada em julho de 2020.

A startup, por sua vez, anunciou recentemente algumas parcerias público-privadas em Minas, visando a retomada do turismo no estado, bem como o desenvolvimento de seus clientes tanto no quesito expertise quanto no tecnológico, segundo Jacqueline Chicralla, Revenue Manager da VOA e responsável pela propriedade.

“Quando você está traçando uma estratégia e tentando mudar um pick-up de venda de uma região, que também está buscando uma restauração, a soma dos esforços traz um resultado mais satisfatório e veloz. Prova disso é que a VOA aproveitou o gancho para tentar fazer a maior receita da história de um empreendimento e conseguiu”, afirma a gestora.

Fundado em 1884, o Hotel Caxambu é o hotel mais antigo em operação no Brasil. A propriedade de 61 apartamentos tem a fachada tombada pelo Patrimônio Histórico, mas apesar de preservar muitos de seus elementos antigos, passou por modernizações ao longo dos anos. O prédio conta com piscina, bar, sala de recreação e salão de convenções.
 
Minas Gerais é o estado do Brasil que mais cresce no turismo



Minas Gerais é o estado brasileiro com o melhor resultado na retomada do turismo, como aponta a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre maio e junho deste ano, o estado apresentou crescimento de 19,7% nas atividades do setor. O índice é o maior entre todos os estados do país e, também, acima da média nacional, que teve crescimento de 11,9% no período. 

Quanto ao valor arrecadado no mesmo período, Minas também ficou à frente dos demais estados. As atividades turísticas no destino tiveram crescimento de 26% entre maio e junho, superior aos resultados de outros estados, como Santa Catarina (12,1%) e Bahia (11,4%) e também ao resultado nacional, que foi de 6,2%.

O desfecho expressivo, tanto em atividades quanto em geração de receita, está ligado às ações de fomento à retomada gradual e segura do turismo no estado, como o Programa Reviva Turismo, iniciativa do Governo de Minas por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), no qual a VOA Hotéis está inserida.
 
Em boas mãos
A VOA Hotéis é uma rede hoteleira focada em gestão tech, levando soluções e tecnologia para dentro dos hotéis. Criada com o principal objetivo de beneficiar pequenos e médios hoteleiros que não tem tanto suporte de investimento e experiência, a empresa atua em áreas como revenue management, precificação, distribuição, treinamento e padronização. Além do trabalho padronizado com todos os clientes, a rede opera no individual.

“A gente trabalha muito com a performance, com o aumento do número de canais de venda porque a gente acredita que quanto mais o hotel está disponível no mercado, mais pessoas ele alcança. Temos muitos parceiros na nossa plataforma e vendemos bastante o nosso sistema de tecnologia para conexão automática para ser mais efetivo e ficar em todas as prateleiras. Porém, não adianta estar só no site para venda. Temos um time que faz o estudo do hotel, conhece suas dores e avalia tudo em particular”, ressalta Chicralla.

Fundada em outubro de 2019, a VOA está presente em 35 destinos do país, sendo oito deles no estado de Minas Gerais.

Dia das Crianças: Txai Resort Itacaré proporciona momentos de lazer e descanso para toda a família

Resort é destino ideal para apreciar a natureza e o melhor da gastronomia local com conforto e exclusividade

 
Outubro é o mês das crianças, período em que muitos pais viajam com seus filhos, em busca de momentos inesquecíveis. Atento nesta tendência de viagem, o Txai Resort Itacaré, um dos resorts mais exclusivos do país viabilizou uma série de atividades diárias para toda a família durante o feriado de 12 de outubro.
 
No período da manhã, os hóspedes que buscam por aventuras e conhecimento regional, podem participar de caminhadas e palestras no Instituto Companheiros do Txai situado no interior do empreendimento. Também é possível aprender mais sobre a culinária baiana, por meio de uma aula de gastronomia.

As crianças, é claro, contarão com uma série de atividades, a começar pela monitoria diária para idades entre 5 e 12 anos. Diversas brincadeiras estão previstas, como caça ao tesouro, caça as pérolas na piscina da ala sul, desenhos e pinturas.  Inclusive, o resort promove piquenique entre pais e filhos, Luau com música ao vivo e um cocktail na sala de estar da propriedade.

Durante o feriado, o resort concede programa de 4 noites, entre 8 e 12 de outubro, com pensão completa (exceto bebidas alcóolicas e não alcoólicas) e transfer de ida e volta do Aeroporto de Ilhéus. Os valores começam em R$13.065,00 + taxas. Uma criança até 12 anos, é cortesia na mesma acomodação dos pais. Para incluir mais uma criança de até 12 anos é necessário consultar o valor da diária extra ou acomodação adicional com o departamento de reservas acima desta idade.
 
Sobre o resort:
Com 38 acomodações, entre apartamentos geminados e bangalôs construídos sob um deck de madeira suspenso, o resort é certificado pelo seleto grupo de hotéis de luxo Relais & Châteaux e é a opção de hospedagem para quem quer desbravar a natureza exuberante do Nordeste brasileiro.
 
Localizado a pouco mais de uma hora de Ilhéus e projetado para ressaltar as belezas da Costa do Cacau, o resort oferece aos hóspedes diversas opções de entretenimento. Entre as atrações, destaque para as seis piscinas, dois bares, cardio fitness, sala de jogos e quadras de tênis. Os hóspedes ainda contam com casa de passeios e todo o suporte necessário para conhecer a região.
 
A gastronomia merece um capítulo à parte. Os restaurantes Orixás e Praia apresentam versões sofisticadas da culinária baiana, além de reunir técnicas internacionais e valorizar os ingredientes regionais com destaque para o cacau, o coco, o cajá, o cupuaçu, a graviola, o dendê e os frutos do mar.
 
Para aqueles que buscam o bem-estar durante sua estada, o SPA Shamash Healing* é um ambiente extremamente charmoso, situado no topo do morro e conta com diversas alternativas de relaxamento. As opções oferecidas passam por massagens, tratamentos estéticos, terapias e rituais seguindo as tradições orientais de cura adaptados às necessidades da vida contemporânea. 
 
*Os tratamentos do spa e passeios estão com menu reduzido, respeitando os protocolos de segurança implantados pelo hotel seguindo orientações da OMS e Governo. O Txai Resorts possui o Selo Turismo Seguro Itacaré
 
PROTOCOLOS DE HIGIENE E SEGURANÇA
O Txai Resort Itacaré reitera seu compromisso com a preservação da saúde e a integridade de hóspedes e colaboradores. Para garantir um ambiente saudável, toda a equipe receberá equipamento de proteção individual, além de ser indispensável a medição corporal diariamente no início do expediente e na troca dos turnos. A equipe também realizará exames frequentes e os uniformes serão lavados internamente pela equipe de limpeza.

Os colaboradores também foram treinamentos para reforçar os processos de segurança, que incluem respeitar a distância segura entre cadeiras, espreguiçadeiras e mesas em todas as áreas sociais. Caso aconteça alguma emergência, o resort disponibiliza enfermaria funcionando 24 horas por dia.
Mais informações podem ser obtidas aqui: https://bit.ly/ProtocolosTxai
 
Serviço Txai Resort Itacaré
- Endereço
Rodovia Ilhéus – Itacaré/Bahia BA 001 – km 48
Três companhias aéreas nacionais realizam voos diretos das principais capitais brasileiras para Ilhéus: TAM, Gol e Azul.
- Informações e reservas
Telefone: (11) 3040-5010 / (73) 2101-5000
Email: central.reservas@txairesorts.com e www.txairesorts.com
 
Sobre o Txai Resorts
Com um conceito exclusivo de bem receber, os projetos Txai têm em comum a localização privilegiada em meio à natureza exuberante do litoral brasileiro e um serviço que favorece o bem estar, o bem viver e a sustentabilidade, que inclui cuidados com o meio ambiente, a baixa densidade de ocupação, a interação total com a comunidade e a valorização da cultura local. 

Inaugurado há duas décadas, o Txai Itacaré é considerado um dos primeiros hotéis boutique do Brasil, e tem como missão oferecer momentos únicos em um refúgio que traduza, em cada detalhe, o conforto e a simplicidade como itens essenciais para garantir a qualidade de vida em um perfeito equilíbrio. Para isso, oferece, em meio a uma paisagem privilegiada, uma estrutura com um dos melhores spas do Brasil, o Shamash Healing Space, e uma gastronomia que mescla ingredientes regionais e técnicas internacionais.  Localizado na região sul da Bahia, está inserido em uma preservada Área de Proteção Ambiental (APA) de Mata Atlântica, na praia de Itacarezinho, em Itacaré, na Bahia.
 
Prêmios do Txai Itacaré
Condé Nast Johansens Luxury Hotel Guide
2017 – “Best Water Side Hotel”
2015 - “Best Water Side Hotel”
2014 - “Best for Romance”
 
Outros Prêmios
2018- Certificado de Excelência TripAdvisor
2018- Traveller Made
2017 – Traveller’s Choice Trip Advisor
2016 – Certificado de Excelência Trip Advisor
2015 - Environment Trophy Relais&Châteaux
 
Informações para a imprensa:
Visar Planejamento
www.visarplan.com.br

Santuário do Caraça preserva espécies de plantas ameaçadas de extinção e flora endêmica

Além de reunir cultura, história, religiosidade e ser um destino turístico conhecido mundialmente, a Reserva Particular do Patrimônio Natural tem preciosidades vegetais que podem ser vistas apenas por lá

 

Que o Santuário do Caraça é um verdadeiro paraíso não é novidade. Mas o que nem todos os milhares de turistas que visitam o local todos os anos sabem, é a riqueza ambiental peculiar e única que a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) oferece. Além se ser um destino turístico que projeta a região para todo o mundo, é foco para pesquisas de diversos profissionais, principalmente da biologia, que buscam conhecer as preciosidades naturais, como a curiosa flora endêmica e a espécies de plantas que estão ameaçadas de extinção.
 
Desde o início do século XIX, a vegetação da Serra do Caraça tem atraído a atenção de muitos viajantes e pesquisadores, começando pelo botânico francês Saint-Hilaire, em 1817, e o alemão Von Martius, em 1818. Mais tarde, na década de 1920, o geólogo e naturalista Álvaro Astolpho da Silveira realizou expedições pelo local, onde encontrou várias espécies novas de Eriocaulaceae e algumas espécies características da Serra e de seu entorno. A região foi alvo de muitos outros botânicos, com destaque para os trabalhos sobre Orquídeas de Pabst (1958), Pabst & Strang (1977), Mota (2006) e Mota et al. (2009), e a família Myrtaceae (Morais & Lombardi 2006). Também foram realizadas pesquisas de levantamento florístico/vegetacional, como os de Ferreira et al. (1977/1978), Magalhães et al. (1986), Mota (2002) e Oliveira (2010), além de um levantamento específico das pteridófitas (Viveros 2010).
 
De acordo com Márcio Mol, gerente geral do Santuário do Caraça, é comum receber pesquisadores na RPPN com frequência. “Temos mais 12.000 hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado, o que oferece uma grande diversidade de espécies de flora e fauna. Durante as trilhas, o turista mais atento consegue perceber espécies da flora endêmica e algumas plantas ameaçadas de extinção”, revela.

Segundo o gerente, no local já foram registrados exemplares de plantas que só podem ser encontradas no Santuário do Caraça. “Foram documentadas 241 espécies de pteridófitas, como a Huperzia rubra, hoje chamada Phlegmariurus ruber, além de espécies de candeias, vellozias, canjerana, lírios e ipês-amarelos e mais de 1.400 espécies de fanerógamas, sendo as famílias mais ricas as orquidáceas, bromeliáceas, eriocauláceas, rubiáceas, mirtáceas, melastomatáceas. Temos uma grande responsabilidade na preservação ambiental, pois cerca de 80 espécies destas famílias estão na lista oficial de plantas ameaçadas de extinção em Minas Gerais e dentre as 210 espécies de orquídeas já documentadas, nove estão ameaçadas no Estado. Os dois picos mais altos da Serra do Espinhaço estão dentro da reserva natural do Santuário do Caraça: o Pico do Sol, que fica a 2.072 metros de altitude, e o Inficionado, com 2.068 metros, e neles são encontradas diversas espécies de plantas que só sobrevivem em matas nebulares e campos rupestres acima de 1.900 metros de altitude, o que, consequentemente, atrai a atenção de pesquisadores de todo o mundo”, completa.
 
Mais atrações no Santuário do Caraça
 
Gastronomia
A gastronomia do Caraça é um ponto que merece atenção especial dos visitantes. Além da experiência de comer no refeitório histórico, com toda a simplicidade e variedade de sabores da comida mineira, é possível saborear pães, bolos e biscoitos, doces, geleias e compotas. O queijo minas artesanal, cujo processo de fabricação existe há mais de 200 anos, é uma das delícias mais procuradas no Santuário e é matéria prima de vários pratos da região em concursos e festivais gastronômicos.

A hora do lobo
Um dos grandes atrativos do Santuário do Caraça é a famosa hora do lobo. A tradição de aguardar a visita do lobo todos os dias à noite começou no Caraça em maio de 1982, quando algumas lixeiras começaram a aparecer derrubadas e reviradas. Num primeiro momento pensou-se que isto poderia ser causado por cachorros. Começou-se a observar e se descobriu que o grande cachorro que revirava as lixeiras do Santuário era na verdade o Chrysocyon brachyurus, que quer dizer "animal dourado de rabo curto". É chamado Guará porque em tupi-guarani, na língua dos indígenas, guará significa "vermelho".
 
Desde então, começaram a colocar bandejas de carne nos dois portões da frente da casa e aos poucos os lobos se aproximaram da escada da igreja. Hoje, a bandeja é colocada no adro da igreja, onde têm ido comer, além do lobo-guará, cachorros-do-mato e uma anta.
 
A prática de alimentar esses animais ali na Casa só persiste até os dias atuais porque o seu hábito de caça não foi comprometido. Por este motivo o lobo-guará não tem hora de aparecer. O tempo de espera da aparição do animal é conhecido como "hora do lobo", a partir das 18h30. Enquanto o lobo não vem, o Caraça proporciona aos hóspedes um tempo da informação, a educação ambiental.
 
Fonte de conhecimento
O Caraça é uma estrutura cultural em constante formação. Começou por volta de 1770, quando o Irmão Lourenço de Nossa Senhora iniciou a construção do 'hospício', como então era chamada a hospedaria para acolher peregrinos, e uma ermida – capela barroca, dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens. Posteriormente, a instituição transformou-se em Colégio e Seminário. Atualmente o lugar mantém a sua essência, proporcionando às pessoas a chance de interagir com sua história.
 
O complexo é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Estadual. Foi escolhido como uma das Sete Maravilhas da Estrada Real. Conta com um amplo Conjunto Arquitetônico onde estão a primeira igreja de estilo neogótico do Brasil, o prédio do antigo Colégio (hoje Museu e Biblioteca), o hotel com 54 apartamentos e quartos, com capacidade para até 230 pessoas, e a Fazenda do Engenho, com 26 apartamentos.
 
O Complexo do Caraça possui enorme diversidade de fauna e flora, com raridades de animais e plantas no meio ambiente. Na ampla diversidade de sua fauna, há 386 espécies de aves, 42 espécies de répteis, 12 espécies de peixes e 76 espécies de mamíferos.
 
A Reserva Particular do Patrimônio Natural do Santuário do Caraça faz parte de duas importantes reservas ecológicas, as Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e a da Mata Atlântica, onde há diversas espécies de flora e fauna, algumas encontradas somente no Complexo do Santuário do Caraça, que fica na transição entre Mata Atlântica e Cerrado, onde também há campos rupestres. Em suas srras há nascentes, ribeirões e lagos que possuem águas de coloração escura, que carreiam material orgânico em suspensão.
 
Seu solo é rico em minérios, explorados nos séculos anteriores, e com grande concentração de quartzito ou rocha metamórfica. Desde 2011, passou a ser preservado contra exploração comercial. O clima tem baixas temperaturas e elevada umidade do ar, comuns em ambientes de mata.

O território do Complexo do Caraça integra a Área de Proteção Ambiental ao Sul da Região Metropolitana de BH, onde começam duas grandes bacias hidrográficas, a do rio São Francisco e a do rio Doce, que abastecem aproximadamente 70% da população de Belo Horizonte e 50% da população de sua região metropolitana.
 
Biblioteca
A Biblioteca hoje está instalada no prédio onde funcionava o célebre Colégio, que hoje abriga também o Museu, o Arquivo e um Centro de Convenções
 
Museu
O museu, montado a partir de mobiliário e artefatos diversos de uso diário, pertencentes ao próprio Caraça e com algumas peças remanescentes de séculos passados, constitui um interessante lugar de visitação, diariamente procurado pelos hóspedes e visitantes, através de percursos guiados pelos monitores ou por conta própria, com taxa de visitação de R$ 5.

Igreja Neogótica
O Santuário do Caraça é a primeira igreja neogótica do Brasil, construída sem mão-de-obra escrava e toda com material regional: pedra-sabão (retirada de perto da Cascatona), mármore (das proximidades de Mariana e Itabirito, Gandarela) e quartzito (da região do Caraça e vizinhanças), unidas com produtos de base de cal, pó de pedra e óleo.
 
Santuário do Caraça
Local: Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara -
CEP 35960-000
 
Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem
(Estação Dois Irmãos - Barão de Cocais)
 
Instagram: @santuariodocaraca
Facebook: https://www.facebook.com/santuariocaraca/
Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br
Consulte valores para taxa de entrada: https://www.santuariodocaraca.com.br
Clique aqui para o download de fotos de algumas espécies de plantas presentes no Santuário.
Clique aqui para o download de fotos de divulgação das demais fotos de divulgação do Santuário do Caraça. 
 

Novo parque aquático em MG investe na preservação ambiental

A implantação do Aquabeat, em São José da Lapa, ao lado do Parque Estadual Serra do Sobrado, é realizada em local usado para exploração de areia por 40 anos e conta com ações educativas e de prevenção a incêndios e ao descarte incorreto de resíduos

O maior parque aquático de Minas Gerais, com a maior piscina de ondas do Brasil, foi anunciado no início deste ano e ganhou repercussão nacional. O Aquabeat posiciona a cidade de São José da Lapa, distante apenas 28 km da capital mineira, como um importante polo turístico com projeção em todo o país. Mas, além de todo o impacto positivo em toda a cadeia econômica da região, o empreendimento abraça o meio-ambiente e já executa uma série de ações para a preservação das matas e mananciais no entorno da construção, como o importante Parque Estadual Serra do Sobrado.

De acordo com Clinger Carlos, um dos sócios do empreendimento, o fato de implantar o Aquabeat naquele terreno, às margens da MG-424, já é um importante avanço para a preservação ambiental da região, inclusive do vizinho Parque Estadual Serra do Sobrado. “As nossas construções estão sendo realizadas em uma propriedade rural que foi explorada por 40 anos para a extração de areia. Agora, com a chegada do parque aquático, a possibilidade do retorno deste tipo de atividade é anulada e a natureza poderá se recompor dos danos gerados”, explica o empresário.

As lagoas criadas após as atividades de extração de areia no local serão mantidas, mas com um novo tipo de uso. “Os espelhos d’àgua passarão a ter a função de embelezar ainda mais o Aquabeat, já que fazem parte do nosso projeto paisagístico”, revela o empreendedor, que desta ainda a construção de uma ETE – Estação de Tratamento de Esgoto exclusivamente para o parque aquático. “Desde o início do projeto, nos preocupamos em criar estratégias para causar o mínimo de impacto ambiental possível e, ao mesmo tempo, ajudar a preservar as belezas que podem ser vistas no entorno das obras e essa estrutura que irá tratar toda a água que será dispensada no esgoto, com certeza vai contribuir para o meio-ambiente”, completa.

Para mitigar a possibilidade de incêndios no Parque Estadual Serra do Sobrado e nas áreas de matas dentro dos limites do Aquabeat, aceiros estão sendo construídos. “Estamos abrindo os espaços entre os locais que podem ser potenciais focos de incêndio e os trechos de mata. Com isso, no caso de uma eventual ocorrência de fogo, o que é natural em épocas de seca, fica muito mais fácil resolver a situação e diminui o risco de espalhar para a reserva ecológica”, conta.

Educação ambiental

Para estreitar os laços com a comunidade da região e difundir conhecimentos sobre a educação ambiental, o Aquabeat planeja receber estudantes de escolas da região para que os alunos possam ver como é o funcionamento de uma ETE, além de acompanhar o processo de separação do lixo gerado no empreendimento que, inclusive, durante as obras, é triado e levado para a cidade, já que a propriedade ainda não conta com coleta.

Clinger Carlos destaca que até a nomenclatura interna do Aquabeat é pensada levando em consideração a educação ambiental. “O conceito adotado pelo empreendimento tem como foco batizar os locais de passagem internos com nomes de espécies de árvores, animais e demais referências da fauna e flora da região”, diz.
 
 
Sobre o parque aquático

Conhecida pela mineração de calcário, a cidade de São José da Lapa já é projetada nacionalmente como um destino turístico concorrido na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O município, que fica a apenas 28 Km da capital mineira e 10 minutos do Aeroporto Internacional de Confins, foi o local escolhido para sediar o Aquabeat, que será o maior parque aquático do estado, com a maior piscina de ondas dupla do Brasil, rio lento, toboáguas de adrenalina, áreas infantis, quiosques, restaurantes, choperias e várias outras atrações em uma área às margens da rodovia MG-424.

Aquabeat ocupa um terreno de 87 mil m² e, ainda na fase de construção, já gera mais de 400 empregos diretos e indiretos. As obras foram iniciadas em março deste ano e já é possível ver onde serão os principais atrativos do empreendimento. De acordo com Tassar Neto, sócio da iniciativa, o local escolhido para a construção do parque não foi por acaso. “É uma localidade rica em água, ao lado do Parque Estadual Serra do Sobrado, que possui posição geográfica privilegiada, além da proximidade do aeroporto. A região possui clima tropical com temperaturas altas a maior parte do ano, dispondo também de belezas naturais únicas na região. São José da Lapa ainda conta com infraestrutura de excelentes rodovias pavimentadas e sem problemas de tráfego”, explica.

Oportunidade

Mais informações, imagens aéreas do terreno e vídeos com a projeção de como será o empreendimento podem ser acessados pelo site www.aquabeat.com.br.
 
Para se tornar um Sócio Remido do Aquabeat Resort, basta entrar em contato pelo WhatsApp: (31) 99406 8018.

Campos do Jordão: cidade é o segundo destino mais procurado pelos brasileiros

Ficando atrás apenas do Rio de Janeiro, a Suíça brasileira atrai turistas e oferece excelente variedade de atividades ao ar livre

Uma pesquisa realizada ano passado pelo site Booking.com, uma das maiores plataformas de viagem do mundo, mostrou que Campos do Jordão é o segundo destino do país mais desejado pelos amantes de viagem. Situada a mais de 1.628 metros de altitude, o mais alto município brasileiro, a cidade agrada pela vasta variedade de passeios, a arquitetura inspirada no estilo europeu e boas opções de restaurantes. 

Campos do Jordão volta a receber turistas

Durante as estações mais frias, a cidade atrai em média milhares de pessoas e é considerada um dos pontos de encontro mais requisitados pelos paulistas. A pandemia exige um esforço extra e cada vez mais a prefeitura e os empresários da região têm exercitado a criatividade para oferecer experiências que possam ser feitas com distanciamento social e respeitando os protocolos contra a Covid-19. 

Hotéis para todos os bolsos, passeio de aventura e ao ar livre, loja de artesanato e malharia, restaurantes com boa gastronomia e diversão para famílias com crianças, fazem de Campos do Jordão um local para ser visitado o ano inteiro.

A cidade permite vivenciar tranquilidade e diversão cativando casais, solteiros, jovens e idosos. Em tempos de pandemia, evitar o centrinho de Capivari e aproveitar as diversas atividades a céu aberto é uma boa pedida! Sair do óbvio deixa a viagem ainda mais especial.

Hospedagem e alimentação com preocupação ambiental 


Campos do Jordão tem uma grande rede hoteleira, entretanto, o Hotel Serra da Estrela, localizado na Vila Capivari, se destaca pelo seu engajamento em causas ambientais seguindo os princípios de proporcionar um ambiente livre de qualquer sofrimento animal e apoiando causas que podem impactar a vida da natureza e dos seres humanos. 

Há dois anos o empreendimento está caminhando para o vegetarianismo e é muito procurando por quem tem uma preocupação com a alimentação saudável e também com o meio ambiente. Além de captar e reutilizar água de chuva, dentre outras medidas, o hotel desenvolveu uma horta de produtos orgânicos para fornecer alimentos para o Restaurante Alquimia, que fica nas dependências do hotel e oferece pratos criativos e saudáveis.



Brócolis, alface, espinafre, tomate, aspargo, pimentão e morango são alguns dos itens cultivados na horta que vão direto para as panelas do chef e são transformados em delícias veganas de dar água na boca. Até mesmo a tradicional feijoada ganhou sua versão vegana no Restaurante Alquimia.

Além de garantir produtos de alta qualidade para os clientes, o intuito do hotel e da existência da horta é conscientizar hóspedes e a população em geral sobre os malefícios a longo prazo, causados por adubos químicos à saúde e ao meio ambiente.

Passeios off-road

O hotel Serra da Estrela incentiva também a prática esportiva e passeios ao ar livre, por isso, desenvolveu o serviço “Pedalando em Campos” para os seus hóspedes e os amantes de mountain bike. Os interessados podem agendar na recepção do hotel o dia e horário que pretendem fazer o tour e um guia especializado da região os acompanhará durante todo o trajeto.

No momento, a bicicleta e os outros itens de segurança são responsabilidade dos hóspedes ou visitantes. Quem se hospeda no hotel, tem a facilidade de guardar as bikes nos quartos e conta com um espaço no estacionamento do hotel para lavagem e pequenos reparos.

A horta de orgânicos fica a poucos minutos do hotel em um sítio e as saídas acontecem sempre de terças, quintas e sábados, às 9h. O passeio tem o custo de R$ 40 por pessoa e dá direito a uma mini cesta de pães e torradas, 2 tipos de antepastos, 4 águas e 2 sucos. Crianças até dois anos não pagam e de três a 10 anos pagam R$ 20.
 


“Desenvolver esse passeio para a horta foi mais uma forma de provocar nos clientes e hóspedes a reflexão sobre a qualidade daquilo que se come. Aqui no restaurante Alquimia se come com os olhos e com todos os outros sentidos sem causar sofrimento a nenhum ser vivo”, explica Denise.

Protocolo de cuidados contra o coronavírus

Todos os quartos que já eram rigorosamente higienizados, agora passam também por rigorosa desinfecção. Itens de decoração que não poderiam ser higienizados a cada check-out foram retirados das suítes e também do hall de entrada do hotel. Após ser limpo, nenhuma pessoa entra mais no recinto até os novos hóspedes se instalarem.

Uma outra preocupação foi estabelecer a ocupação reduzida de quartos. Com isso, os corredores e áreas comuns ficarão bem livres e arejadas com as janelas abertas.

Todas as superfícies de áreas comuns são desinfectadas constantemente com produtos altamente eficazes e os colaboradores do hotel usam todos os equipamentos de proteção individual (EPIs), além de terem disponível a todo tempo sabonete líquido bactericida, álcool 70%, máscaras e luvas.

Para a diretora do hotel, Denise Bernardino, o protocolo rígido protege a todos. “Os cuidados que tomamos são para a proteção da saúde e garantem tranquilidade tanto para hóspedes quanto para funcionários. Não teríamos como funcionar sem pensar no bem estar de cada pessoa que recebemos em nossos ambientes”, destaca. 
 

Sobre o Hotel Serra da Estrela

Localizado no coração do centro turístico Vila Capivari, em Campos do Jordão, o Hotel Serra da Estrela é sinônimo de qualidade de vida e tranquilidade. Concebido e construído para receber com muito conforto seus hóspedes, o Hotel conta com a cozinha referência em alimentação saudável do restaurante Alquimia.

Para mais informações entre em contato pelo (12) 3662-8001.
 

Sobre o Restaurante Alquimia

O Restaurante Alquimia do “Hotel Serra da Estrela”, apresenta opções criativas e saudáveis elaboradas pelo chef e sua equipe. O cardápio destaca a culinária vegetariana, comprometida com o meio ambiente e qualidade de vida sem perder o sabor. O Serra da Estrela se encaminha para o vegetarianismo e segue os princípios de proporcionar um ambiente livre de sofrimento animal e que apoia causas que podem impactar a vida da natureza e dos seres humanos.

O horário de funcionamento do Alquimia é de 12h às 18h, de segunda a sexta, e das 13h às 18h, aos finais de semana por determinação do Plano São Paulo. O delivery pelo Goomer e Ifood funciona até às 22h.

10 atrações para curtir o inverno no Litoral Norte de São Paulo

Há quem associe o Litoral Norte de São Paulo apenas ao verão. Afinal, o que não faltam são opções de praias e cenários paradisíacos para aproveitar a estação mais quente do ano nas cidades de Bertioga, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba. Porém, engana-se quem pensa que o destino vive só de sol e praia.

Com a chegada do inverno, que também coincide com a temporada de férias, as cidades da região apostam em atrativos de ecoturismo e cultura para atender aos turistas que buscam lazer, diversão e contato com a natureza na medida certa.

“O inverno é uma estação perfeita para curtir o Litoral Norte. São atrações diferenciadas, que conectam o entretenimento à natureza de uma forma segura e sem multidões. Nossas empresas receptivas e operadores turísticos têm o passeio certo para todo tipo de turista”, afirma o presidente Interino do Circuito Litoral Norte de São Paulo, Gustavo Monteiro.

Pensando nisso, o consórcio turístico reuniu dez atrativos ideais para curtir o melhor do inverno nas cinco cidades, sempre seguindo as tendências de turismo seguro e sustentável. Confira:

 

Bertioga

Canoa acessível no rio Jaguareguava
A canoagem é um dos poucos passeios acessíveis de Bertioga, podendo receber quaisquer pessoas com deficiência, independente de seu grau de dificuldade, já que existem dois catamarãs adaptados especialmente para eles. O rio Jaguareguava mostra claramente a transição do manguezal e da restinga. O passeio inicia-se num ponto de profundidade em média de 1,5 m de acordo com a maré, solo de mangue e todo cercado pelo manguezal no seu último quilômetro até a foz. Subindo em direção a nascente, logo este fundo de mangue se transforma em areias claras, que, somado às águas cristalinas que descem da cachoeira, mais as muitas prainhas que se encontram ao longo de 3 quilômetros serpenteando adentram a restinga do Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo Bertioga.

“A melhor época de curtir o Litoral Norte de São Paulo é outono/inverno. Tudo muito mais barato, acessível e naturalmente sem aglomeração. Sem contar que, por ser época escassa de chuva, o rio Jaguareguava se torna mais cristalino ainda e o sol está sempre presente pra deixar tudo mais perfeito”, afirma o proprietário Jaguareguava Ecoturismo, Bruno Guazzelli Filho.

Quem faz: Jaguareguava Ecoturismo | jaguareguava.com.br | (11) 94702-0906


Trilhas ecológicas
Com rica diversidade, Bertioga apresenta rios e cachoeiras que encantam os amantes da natureza e é destino ideal para trilhas ecológicas. Destacam-se principalmente as trilhas do Parque Estadual da Restinga de Bertioga (PERB).

Exemplo disso é a Trilha d’Água, localizada no bairro Mangue Seco, que permite conhecer o processo de mudança da vegetação de Mata Atlântica preservada, passando pelo manguezal, restinga, mata paludosa, de encosta e ombrófila densa e ainda possui atrativos culturais, como a passagem pela linha do bondinho da Usina Itatinga e a ponte de ferro do Rio Guaxanduva.  

Já a Trilha do Vale Verde, de fácil acesso, é excelente para crianças e pessoas da melhor idade, atravessando áreas de restinga e de proteção ambiental do rio Itapanhaú, até chegar a um grande poço com uma pequena praia. Ideal para esportes náuticos, como boia cross e rafting, atividades de educação ambiental e lazer à beira do rio.

Enquanto a do Guaratuba, a mais visitada do parque, é cercada por riachos, poços, cachoeiras e pequenas praias naturais. Nesse roteiro, é possível encontrar grande diversidade de vegetação, como florestas paludosa, de restinga e submontana, além de animais nativos, cores e formas. É ótima também para estudos do meio, atividades de educação ambiental, passeio, ciclismo, corridas e muito mais.

Quem faz: Associação Bertioguense de Ecoturismo | https://www.facebook.com/abecotur/ | (13) 99697-7723

 

Caraguatatuba

Cachoeira do Sul
A cachoeira, localizada na região sul da cidade, está cercada pelo verde da Mata Atlântica. Seu acesso, feito por uma caminhada de aproximadamente 5 quilômetros (percurso ida e volta) passa por alguns poços e tem paradas para apreciar as ricas fauna e a flora locais. A cachoeira tem aproximadamente 10 metros de altura e encanta a todos devido a sua beleza e água cristalina. Com total segurança, o passeio é ideal para toda a família.
Quem faz: Ecotur Caraguá | ecoturcaragua.com.br | (12) 99607-5554

 

City Tour
Nessa temporada de inverno, vale a pena também fazer um roteiro pelos principais atrativos histórico-culturais de Caraguatatuba. O passeio, feito à pé pelo centro da cidade, visita lugares como o museu e o Santuário de Santo Antônio. E, além disso, percorre os principais mirantes locais como o Morro Santo Antônio, com seus 325 metros de altitude (a subida pode ser feita a pé ou de carro dependendo das normas e decretos atuais), Mirantes da Orla, onde também está a Pedra da Freira e o Mirante do Anfiteatro, com vista privilegiada de toda a baía de Caraguatatuba, Ilhabela e outras ilhas da região.

“Em Caraguatatuba, neste inverno, é possível se divertir de diversas formas. E uma delas é o city tour, um rico passeio com histórico cultural da cidade, incluindo costumes caiçaras, passando por museu, monumentos, marcos históricos, santuário do padroeiro da cidade e mirantes com belas paisagens para o oceano e a Mata Atlântica. Dentro desta floresta, é possível conhecer sobre a faula e flora local, além de passar por piscinas naturais e cachoeiras”, acrescenta o guia de Turismo Tiago Saturnino, da Ecotur Caraguá.

Quem faz: Ecotur Caraguá | ecoturcaragua.com.br | (12) 99607-5554


Ilhabela

Trilha do Pico do Baepi
Em geral, o inverno é o período de montanhismo pela menor incidência de chuvas. Dessa forma, a Trilha do Pico do Baepi é um atrativo muito recomendado nessa época do ano. Com nível de dificuldade difícil e percurso de 7,4 km (ida e volta), a trilha está no interior do Parque Estadual de Ilhabela, sendo uma das mais procuradas por ecoturistas que gostam de caminhadas mais desafiadoras. Antes do primeiro quilômetro, possui um belo mirante com vista panorâmica do Canal de São Sebastião, de onde se avista o Parque Estadual da Serra do Mar, os municípios de Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba, além de ilhas como as do Arquipélago dos Alcatrazes, protegidas pela Estação Ecológica de Tupinambás.

A caminhada inicia em área aberta e logo adentra na Mata Atlântica. A flora e a fauna vão mudando conforme a altitude e o clima do ambiente, até chegar ao pico, com 1.048 metros de altitude e uma vista 360° da ilha. A trilha atravessa uma área de grande importância para a conservação, pois ali vivem espécies raras e frágeis. É necessário o acompanhamento de monitor ambiental credenciado e não é possível realizar a visita em dias de chuva ou chuva de véspera.

Quem faz: Guias e Monitores de Ilhabela | guiasemonitoresilhabela.com.br | (12) 99128-9775


Observação de Baleias e Golfinhos
Com um litoral formado por ilhas, ilhotes e parcéis, o Arquipélago de Ilhabela abriga 11 espécies de cetáceos que frequentam a região ao longo do ano. A espécie que mais se destaca é a baleia-jubarte, famosa por seus saltos e cantos. Na cidade, elas estão de passagem e costumam ser mais vistas entre os meses de maio e agosto. Historicamente, Ilhabela tem grande ligação com as jubartes, uma vez que entre os séculos XVIII e XIX a caça destas baleias foi muito praticada localmente, tendo a Praia da Armação um lugar de referência desta atividade. Outros locais como o bairro do Borrifos (referência aos borrifos das jubartes) e o Saco do Gibalte (como antigos caiçaras se referiam a estas baleias), próximo ao Bonete, evidenciam a frequente presença desta espécie ao longo de centenas de anos na região.

Outra que marca presença constante em Ilhabela é a baleia-tropical (Bryde), podendo ser considerada uma residente. Além das baleias, os golfinhos dão um show no mar, o arquipélago é privilegiado pela presença de sete espécies diferentes. Os que mais encantam com suas acrobacias e simpatia são o golfinho-pintado-do-atlântico e o golfinho-nariz-de-garrafa. As toninhas são moradores ilustres, embora difícil de serem avistadas, podem ser consideradas residentes locais. Já as orcas nos visitam esporadicamente e podem ser avistadas em diferentes épocas do ano.

Quem faz: Maremar Turismo | maremar.tur.br | (12) 3896-3679
Webtur | webtur.com| (12) 3896-6180
Caiçara Turismo | facebook.com/Caicaraturismoilhabela | (12) 3896-4019
Narwhal | narwhal.com.br/Ilhabela | (12) 3896-3807
Jipe Aventura | jipeaventurailhabela.com.br | (12) 3896-6464
Mar e Vida Ecotrip | marevidaecotrip.com.br | (12) 99654-5378

 

São Sebastião

Ecoturismo
Em São Sebastião, graças à rica biodiversidade, também é possível desfrutar de cachoeiras, trilhas e atividades de aventura. Bairros como Maresias e Boiçucanga oferecem diversos roteiros que integram e conectam à natureza.

Exemplos disso são as trilhas dos Mirantes e de Calhetas. A primeira, ligando as praias de Maresias e Paúba, é curta, tem fácil acesso e leva até o Costão da Paúba, local ideal para a prática de rapel com dez metros de altura. Enquanto a segunda percorre um trajeto de cerca de 25 minutos até a deserta praia de Calhetas, que conta com um visual de areias brancas e águas cristalinas, além de mirantes e uma cachoeira – de onde também é possível fazer rapel.

Outro destaque local é o Circuito de cachoeiras Ribeirão de Itu. Formado por três cachoeiras, o complexo Ribeirão de Itu situa-se em Boiçucanga, no Núcleo São Sebastião do Parque Estadual da Serra do Mar. Com nível moderado de dificuldade, o percurso segue entre rio e mata, levando até as quedas: da Hidromassagem (900 metros), da Pedra Lisa (um quilômetro) e Samambaiaçu (1,2 quilômetro).

Quem faz: Maresias Tur | maresiastur.com.br | (12) 99650-9051


Avistagem de baleias
A temporada de avistagem de cetáceos começou no Litoral Norte e, em São Sebatião, assim como Ilhabela, a expectativa é de que seja um período de recordes de observações. As baleias-jubarte chegam das águas mais geladas do hemisfério Sul em busca de águas quentes para a reprodução e, do litoral paulista, seguem para o sul da Bahia, onde têm seus filhotes. E o Canal de São Sebastião, que têm águas com temperatura média de 23ºC, é o local ideal de passagem.

Hoje, a cidade vem se estruturando para realizar atividades de turismo de observação desses animais de forma sustentável e segura. 
Gustavo, da Capitão Ximango, afirma que essa é uma alternativa bastante interessante para driblar a baixa temporada na região. “O turismo de sol e praia é mais fraco no inverno, então a chegada das baleias na região nos oferece a possibilidade de fazer a observação de cetáceos. Buscamos fazer um turismo seguro, sem colocar em risco a saúde do animal e levando sempre um biólogo e um pesquisador a bordo. Estamos buscando parceiros para estar cada vez melhor e dar uma emoção ainda maior ao turismo a bordo”.

Quem faz: Capitão Ximango | https://www.facebook.com/Cap.Gustavo | (12) 97405-4066

 

Ubatuba


Núcleo Picinguaba
O Parque Estadual da Serra do Mar (Núcleo Picinguaba) é responsável pela conservação de 80% da área territorial do município e é composto por aproximadamente 47.000 Km² de fascinante beleza. O trecho de Ubatuba abriga e protege o mais completo ecossistema e um dos únicos Núcleos que preserva desde o topo da serra até a orla marítima. Com o grande objetivo de conservação, o Núcleo Picinguaba desenvolve inúmeras pesquisas e principalmente programas de conscientização.

Assim, dentro do parque, é possível encontrar um vasto roteiro ecológico monitorado por profissionais formados pelo próprio programa. Existem passeios para todos os gostos, idades e objetivos, podendo ser cultural, ecológico ou turístico, com a opção de praias, serra, cachoeiras, mangue e mar. Existem também comunidades tradicionais, gastronomia e artesanato dentro do atrativo.

Quem faz: Ubatuba Tour | ubatubatourturismo.com.br | (12) 3842-1088


Ilha Anchieta
A Ilha Anchieta se encontra em um ambiente insular, o famoso e reconhecido internacionalmente PEIA (Parque Estadual da Ilha Anchieta). Segunda maior ilha do Litoral Norte de São Paulo, com 828 hectares, ela traz em seu passado marcas da história que contribuiu para a formação do país. E, além disso, a bela paisagem não só conta com uma porção da Mata Atlântica, mas também com sete praias e grande extensão de costões rochosos em meio às águas cristalinas, muito utilizadas para o mergulho.

Além das belezas naturais, o visitante também encontra trilhas interpretativas guiadas e autoguiada, as ruínas do antigo presídio e sua história. E possível visitar esta riqueza por meio de um passeio de lancha ou escuna.  
 
Quem faz: Mykonos Turismo | mykonos.com.br | (12)3842-0329
 

Conheça essas e outras experiências para desfrutar o melhor do Litoral Norte de São Paulo durante o ano inteiro em: https://circuitolitoralnorte.tur.br/experiencias  

E, para conhecer mais fornecedores turísticos do Litoral Norte acesse: https://circuitolitoralnorte.tur.br/guiageral

Crescimento nas viagens de negócios aponta retomada dos eventos corporativos para o segundo semestre de 2021

Empreendimentos da Rede Bourbon já se preparam para atender à crescente demanda e começam a registrar as primeiras reservas para eventos corporativos de médio porte

Pesquisa divulgada em junho de 2021 pela Global Business Travel Association (GBTA) aponta que as viagens domésticas e essenciais a negócios devem ser retomadas primeiro, uma vez que que 49% das empresas planeja retomar essa atividade nos próximos meses. A Rede Bourbon, com mais de 20 hotéis no Brasil, já começou a sentir o reflexo da melhoria do setor, principalmente após a flexibilização das autoridades para eventos presenciais de médio porte.

Bourbon Atibaia Resort, por exemplo, contava com 50% de seu faturamento proveniente dos eventos corporativos antes da pandemia com capacidade para mais de duas mil pessoas em salas de eventos amplas e arejadas. Com a retomada do mercado os meses de agosto, setembro e outubro, já tem reservas para eventos de médio porte, para até 450 pessoas, permitindo o distanciamento social.

Além disso, o empreendimento segue todos os protocolos de segurança da Covid-19 com exigência de uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel e além disso, faz parte do programa “Limpeza que você pode confiar”, iniciativa da Ecolab para clientes que adotam um alto padrão de limpeza e higienização, além dos mais rigorosos protocolos de segurança.

O programa, criado em 2020, oferece consultoria e suporte educacional por meio de webinars, sobre protocolos de saúde, limpeza e segurança, assistência remota e visitas de especialistas Ecolab às unidades. A iniciativa vem ajudando clientes nos seus processos de reabertura e de continuação segura de suas operações.

Em 2019, o Bourbon Cataratas do Iguaçu Resort inaugurou o Pátio da Mata, espaço multifuncional e flexível com 1.700 m² de área, totalmente integrado à natureza e ideal para todos os tipos de eventos. O último evento neste espaço foi um casamento, em março de 2020, antes do início da pandemia, mas agora, com a liberação de eventos para até 500 pessoas em agosto, na região, começaram a ser feitas novas reservas para eventos no local.

Oportunidades em meio à crise

Bourbon Curitiba Convention Hotel, por sua vez, encontrou um novo nicho de mercado em meio à crise. “Descobrimos que nosso hotel é ideal para mini-weddings, realizamos alguns eventos neste formato em 2020 e 2021, sempre com o número de convidados autorizados pela legislação municipal vigente, e tivemos um retorno muito positivos dos noivos e cerimonialistas”, destaca a gerente da unidade Roseli Roiek.

Essa adaptação foi fundamental para manter as operações hoteleiras durante a pandemia, além de se adequar a sistemas de delivery e take away para os restaurantes, o Bourbon Atibaia Resort transformou um espaço de eventos corporativos em um restaurante italiano, o Dom Gaetano, mais voltado para o público de lazer.

“Sabemos que ainda temos que seguir todos os protocolos de segurança, bem como a legislação específica de cada município e isso a Bourbon faz com o máximo de cuidado, mas estamos preparados para receber os empresários, que pouco a pouco retomam suas viagens de negócios essenciais e eventos corporativos. A expectativa é positiva para o setor hoteleiro no segundo semestre, principalmente pelo fato de termos uma boa parcela da população vacinada neste período”, declara Alceu Vezozzo, presidente da Rede Bourbon.

Eventos na Rede Bourbon
A Rede Bourbon possui mais de 41.000m² em espaços para eventos e convenções, com a reconhecida excelência em serviços da marca. Reuniões, treinamentos, meetups, coquetéis, congressos, exposições, eventos sociais, shows e muito mais podem ser atendidos nas mais de 20 unidades da rede no Brasil, Paraguai e Argentina.
Veja todas as opções de eventos da Rede Bourbon aqui: https://eventos.bourbon.com.br/

Rede Bourbon
A Rede Bourbon possui mais de 55 anos de mercado, 22 empreendimentos espalhados pela América Latina e mais de 41.000 m² em espaços para eventos e convenções além de uma reconhecida expertise para atender os mais variados eventos (congressos, feiras, exposições, coquetéis e eventos sociais) e aos públicos mais exigentes. Presente em 3 países (Brasil, Argentina e Paraguai), 9 estados e 18 cidades, com um total de mais de 4 mil acomodações confortavelmente equipadas.

Sob o comando de Alceu A. Vezozzo Filho, a Rede Bourbon atende a todos os segmentos de hospedagem com um completo portfólio de categorias e marcas, classificadas de acordo com o perfil de cada empreendimento.

Confira todas as opções de destinos Bourbon: http://www.bourbon.com.br/

Acompanhe a Rede Bourbon nas mídias sociais:
Facebook: bourbonhoteis
Instagram: @bourbonhoteis
Linkedin: Bourbon Hotéis & Resorts
Youtube: bourbonhoteis
Assinar este feed RSS

Banner 468 x 60 px