Log in
Vitor Reis

Vitor Reis

URL do site: https://about.me/vitor.reis

Belo Horizonte recebe Circuito das Estações CAIXA - etapa Primavera

A etapa primavera de Circuito das Estações Caixa chega em Belo Horizonte no dia 1 de setembro, na Praça da Pampulha.

etapa primavera de Circuito das Estações Caixa chega em Belo Horizonte no dia 1 de setembro, na Praça da Pampulha. Os participantes irão desfrutar de um percurso repleto de pontos históricos, observando a beleza das arvores e flores, que estão florescendo durante essa época do ano. O evento contará com distâncias de 5, 10 e 18 km para você continuar completando sua mandala.  

É de conhecimento de todos que a primavera em Belo Horizonte é mais quente, sempre com temperaturas acima da média e mais chuva do que as demais regiões. Nesse período, é comum registrar maiores picos de calor extremo sobre o estado.  

O evento será dividido em diferentes pelotões de largada, de acordo com seu ritmo de corrida – baseado no histórico dos últimos 12 meses.    

  • Quênia – ritmo abaixo de 4'50" min/km   
  • Azul – ritmo de 4'51" até 5'50" min/km   
  • Verde – ritmo de 5'51" até 6'50" min/km   
  • Branco – ritmo acima de 6'50" min/km   

Os corredores mais rápidos serão reconhecidos com troféus, que premiarão os três primeiros colocados nas categorias masculina e feminina para todas as distâncias disputadas. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial do evento. 

O evento, realizado Via Leite de Incentivo ao Esporte - Ministério do Esporte – Governo Federal do Brasil União e Reconstrução - promete ser uma celebração do espírito esportivo e da superação, contará com o patrocínio de Caixa, Natural Tea, Bold, Onco Clínicas, Trio, White Martins, Decathlon, YoPRO e Transamérica. O Circuito das Estações 2024 em Belo Horizonte visa proporcionar uma experiência inesquecível para corredores de todas as idades e níveis de habilidade.   

Não perca a oportunidade de participar desta celebração descomplicada da corrida de rua. Siga-nos nas redes sociais (@o2correbrasil , @runningland_o2 e @caixa) para obter atualizações em tempo real.   

Premiações 

Troféus serão distribuídos para os primeiros colocados, nas categorias masculina e feminina, para todas as distâncias. Para se inscrever é fácil, basta clicar no botão de “inscreva-se” no hotsite ou pela Running Land.  

Kit  

 

O kit do Circuito das Estações é composto por camiseta, eco-bag, garrafinha de vidro personalizada e medalha (entregue pós-prova). Você pode encontrar o kit a partir de R$ 116,10.  

Adquira também a sua mandala! Completando as quatro estações, é possível completar a mandala e expor na sua sala de casa! Confira aqui mesmo!  

 

Circuito das Estações Shop   

A coleção 2024 do Circuito das Estações está imperdível! Uma linha de produtos exclusivos, com alta tecnologia e conforto para a sua rotina de treinos. Trazendo simplicidade em cada detalhe e elegância em cada peça. Você pode conferir mais informações no site oficial da loja.   

Você pode encontrar as camisetas das edições, eco-bag, garrafinhas personalizadas, viseira das etapas, moletom de manga longa personalizado e bolsa do Circuito das Estações.  

Sobre o Circuito das Estações 

O Circuito das Estações é o maior e mais emblemático evento de corrida de rua da América Latina, proporcionando experiências únicas ao longo das quatro estações do ano. Com 17 anos de história, o Circuito continua a inspirar, desafiar e celebrar a paixão pela corrida em treze cidades brasileiras. 

Serviço  

Circuito das Estações CAIXA - Primavera: Belo Horizonte  

Data: 1 de setembro de 2024 
Local: Praça da Pampulha – Belo Horizonte (MG)  
Distâncias: 5, 10 e 18 km  
Patrocinador Master: Caixa 
Patrocinador Silver: Natural Tea, OncoClínicas, Trio, White Martins, Bold, Caterpillar 
Apoio: Decathlon, YoPRO 
Apoio de mídia: Transamérica  
Evento realizado via Lei de Incentivo ao Esporte - Ministério do Esporte – Governo Federal do Brasil União e Reconstrução  
Para mais informações, acesse o site oficial do evento!  

Atrações do Parque do Palácio

Esta semana também conta com a programação "Férias sem paredes', promovido pelo projeto Na Pracinha

A programação do Parque do Palácio começa mais cedo esta semana com o "Férias sem Paredes", do Na Pracinha, projeto de experiências que abraçam infâncias e ressignificam a relação com a cidade e a natureza. Programação completa aqui. 

Importante, não haverá visitação interna no Palácio de sexta (19/07) à domingo (21/07). A visitação na área do gramado e o acesso ao café e restaurante segue normal e inclui atrações como aula de yoga e oficina de bolha de sabão. 

O acesso ao Parque do Palácio agora acontece pela Portaria 2, na Rua Professor Djalma Guimarães, 161 - Mangabeiras.

 

Sábado (20/07) - palácio fechado para visitação

9h às 18h: visitação jardins

9h às 18h: Café Magrí (café da manhã, brunch, lanches)

9h às 18h: Botânico (drinks e petiscos)

9h às 13h30: Movido a Fantasia (maquiagens e atividades artísticas para crianças)



Domingo (21/07)

9h às 18h: visitação  jardins

9h às 18h: Café Magrí (café da manhã, brunch, lanches)

9h às 18h: Botânico (drinks e petiscos)

9h30 à 10h30: Yoga Beneficiente (inscrição 

https://bileto.sympla.com.br/event/96307

10h às 12h: Oficina de Bolhas de Sabão - gratuito 

 

Sobre o Parque do Palácio

 

Localizado no Palácio das Mangabeiras, antiga residência do governador do estado, projeto atribuído a Oscar Niemeyer e com paisagismo de Burle Marx ainda não implementado (um dos projetos em andamento), o Parque permite diversas possibilidades. "Além do atrativo histórico, a natureza abundante é propícia ao lazer, à contemplação e às interações,  tudo isso de forma segura" explica João Grillo, gestor do espaço."O Parque do Palácio também foi pensado para receber e promover eventos culturais e de negócios``, completa.

 

Uma programação cultural que contempla todas as idades - com atividades infantis e música ao ar livre, o Parque do Palácio se firma como destino para belo-horizontinos e turistas que visitam a cidade. 



História

O Palácio das Mangabeiras foi construído entre os anos 1951 e 1955 para ser a residência oficial dos governadores de Minas Gerais. Em 2022,  foi  transformado em um espaço aberto à população, e deu origem a um Centro Cultural, integrado à natureza, voltado para a promoção do lazer e da cultura, em local com grande relevância histórica e cultural para Minas Gerais. 



Serviço:

Horários: 

Parque:

Quarta a sexta: 10h00 às 18h00.

Sábado e domingo: 09h00 às 18h00

 

Endereço: Portaria 2, na Rua Professor Djalma Guimarães, 161 - Mangabeiras, Belo Horizonte 

Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia entrada). Entrada franca às quartas-feiras mediante retirada de ingresso sympla.

www.instagram.com/parquedopalacio_

www.parquedopalacio.com

Savassi Festival 2024 difunde jazz e música instrumental pela capital mineira, de 28 de julho a 4 de agosto

Evento ocupa praças, casas de show, bares, estúdios, entre outros espaços da cidade, com diversas atrações gratuitas, de shows a masterclasses

O Savassi Festival continua a escrever sua história de fomento ao jazz e à música instrumental, entre 28 de julho e 4 de agosto, com shows, ensaios abertos ao público, masterclasses e residências artísticas para mulheres. O evento chega à 22ª edição com força total, mantendo o compromisso em oferecer uma programação diversa e inclusiva, com atrações gratuitas, nacionais e internacionais, e algumas com couvert artístico. Todas as informações estão disponíveis no site do evento: savassifestival.com.br.

O Savassi Festival acumula mais de 20 anos de história. "Nesse período, o festival realizou edições no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Nova York e, mais recentemente, em Lisboa. Desenvolvemos também uma série de iniciativas educacionais. O projeto cresceu, mas nasceu como um evento de rua, então no nosso DNA tem o espírito da música na cidade, que é democrático, por princípio. Esse é o nosso ponto de partida, o nosso núcleo, e é a partir dele que o festival se desenvolve", comenta Bruno Golgher, idealizador do evento.

Nesta edição, o Savassi Festival ocupa espaços públicos (Praça da Savassi e Pracinha do Clube), casas de shows e bares (Soul Jazz Burger, Chopperhead Garage, Café com Letras e Clube de Jazz Café com Letras), estúdios (Panorama Audiovisual, Galvani, Galeria Resistor, Engenho e Locomotiva) e o Conservatório da UFMG. 

A diversidade de palcos é destaque, com eles, o evento busca alcançar diferentes públicos, espaços, formatos e vertentes do jazz e da música instrumental. No Nova Onda, o foco é o hibridismo dos gêneros, representado por nomes como Azymuth e Rafael Martini Trio. DJs que criaram sets especiais para o festival se apresentam no Jazz Remixed, partindo do núcleo do jazz e da música instrumental para direções diversas, que criam cenários sonoros plurais e inovadores. O Jazz Remixed é resultado do edital homônimo, realizado pelo Savassi Festival.

O Palco Mulheres na Música Instrumental continua, onde o festival destaca e reserva um espaço para a produção feminina. Apresentam-se ícones, como Thamiris Cunha, Glaw Nader e Camila Rocha. O Palco Jazzinho garante uma programação especial para as crianças e suas famílias, tem Sambaby, projeto de Thiago Delegado, e Túlio Araújo convida o grupo de forró Manacá da Serra.

No Palco Jovens Talentos do Jazz se apresentam as bandas selecionadas pelo concurso homônimo realizado por cinco festivais e duas casas de jazz conceituados no Brasil. São elas: Feldman Oliveira e Marlon Cordeiro 5tet e Trio Pé de Coelho. Resultado de outro edital, realizado em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais, o Palco UFMG, também traz novos nomes da cena. 

Além dos shows, o evento continua fomentando a cena musical também com intenso percurso gratuito dedicado à formação e reflexão, ainda reservando espaço para que escolas de música se apresentem, impulsionando iniciativas educacionais na música. Masterclasses passam por técnicas diversas na gravação de áudio e de vídeo e a Residência Artística TRAMA foca em nutrir o talento e empoderamento de musicistas independentes.

PROGRAMAÇÃO 

Shows gratuitos 

Na segunda (29/7), começa a série gratuita Ensaio Aberto, com Doug Stone e Marcelo Magalhães Trio, uma conexão entre Estados Unidos e Brasil, formada na Eastman School of Music. A série possibilita ao público conferir ensaios de grandes atrações, que se apresentam mais tarde, no mesmo dia, no Clube de Jazz do Café.

Os ensaios abertos continuam com Flavio Silva, na terça (30/7), que traz seu projeto EKO, uma mistura do Jazz e ritmos Afro Brasileiros; com o duo, que já passou por 20 países, Lívia Nestrovski e Fred Ferreira, na quarta (31/7); a música criativa do duo Alexandre Gismonti & Jean Charnaux, na quinta (1/8), e o premiado baterista e compositor Felipe Continentino apresentando o seu primeiro disco e inéditas, na sexta (2/8). 

No sábado (3/8), o Savassi Festival ocupa a Praça da Savassi, com apresentações de quatro Brass Bands, no Palco Ataque Honk!: Fantasia FM, Belina Orkestar, Terno do Binga e Skanastra. No mesmo dia, Dudu Oliveira comemora os 100 anos de Altamiro Carrilho e o jazz latino também marca presença com Nestor Lombida e Big Band do Clube. Também começam as apresentações do Jazz Remixed, com o Swing Jazz da DJ Andreia Around e os grooves marcantes da DJ Aiuri, de Brasília. A programação segue no domingo com os DJ Felipe Franco, DJ Corisco e DJ Pat Manoese.

O último dia de festival (4/8) traz extensa programação. Tem as atrações do Jazzinho, pela manhã, na Praça da Savassi: Sambaby, o primeiro projeto infantil de Thiago Delegado, e Túlio Araújo convida o grupo de forró Manacá da Serra, com repertório cheio de músicas para acionar a memória afetiva de toda a família. 

No Palco Mulheres na Música Instrumental, o disco "SOLAR" de Vanessa Moreno ganha nova atmosfera; Glaw Nader se apresenta com a Banda Trama; a contrabaixista Camila Rocha traz seu primeiro trabalho solo, o EP Rama, e a clarinetista Thamiris Cunha se apresenta junto ao seu quinteto. De São Paulo, apresentam-se no Palco Jovens Talentos do Jazz o Trio Pé de Coelho e o Feldeman Oliveira e Marlon Cordeiro 5set. O Palco é resultado do edital homônimo que visa selecionar grupos com integrantes de até 30 anos de idade, com o objetivo de trazer novos nomes e enriquecer o cânone estético de diversos festivais do Brasil.

O Palco Nova Onda ocupa a Praça da Savassi com atrações que refrescam a cena da música instrumental e do jazz com sonoridades inovadoras. Gabriel Bruce traz timbres distorcidos e sintetizadores. O grupo que passou a ser até um "estilo" incorporado nas setlists de diversos DJs, Azymuth, traz o som fusion de raiz brasileira. Rafael Martini se une aos outros grandes músicos Natália Mitre e Paulo Sartori e a holandesa-brasileira Jasmin Godoy traz seus mais recentes lançamentos.

Demais shows 

No primeiro dia de festival (28/7), Raissa Anastásia Trio abre a programação do Palco Mulheres na Música Instrumental, expressando ritmos brasileiros através da flauta. Também sobem ao palco do Café com Letras e do Clube de Jazz Café com Letras, as escolas de música Cavallieri e AvantGarde, como parte do projeto "Escola do Jazz", que possibilita que estudantes de música se apresentem ao público do festival. 

No Palco UFMG, Pedro Garib Quarteto, 29/7, e João Paulo Quinteto mistura jazz groove e música brasileira, 30/7. A terça ainda conta com Khalil Briki Quarteto, liderado pelo baixista tunisiano Khalil Briki, ganhador do Prêmio BDMG Instrumental 2023, no Palco do Soul Jazz Burger (Santa Tereza).

Quarta (31/7), o trio Daydreaming integra a linguagem do jazz à música pop, apresentando releituras de temas como Daydreaming e Knives Out, do Radiohead, e Smells Like Teen Spirit, do Nirvana. No dia, Noemi Guimarães e Bia Nascimento ainda se encontram em um show com amplo espaço à liberdade e ao improviso. 

Felipe dos Santos Quinteto sobe ao palco do Soul Jazz Burger e a harpista Arícia Ferigato ao do Café com Letras, na quinta (1/8). A artista apresenta o primeiro álbum da sua carreira, "Pequenas Voltas", lançado este ano pelo Selo Savassi Festival Records, em parceria com o Estúdio Galeria Resistor.

Seguindo com a proposta de também promover encontros musicais potentes, na sexta-feira (2/8), Lucas de Mello (BH) convida Beth Dau (RJ), em um quinteto de tirar o fôlego, com Lucas de Moro, no piano; Paulo Fróis, na bateria, e Samuel Gomes, no contrabaixo. Outra atração do dia é o Trio Travessia, que explora territórios sonoros incomuns no Jazz, em diálogo com a música experimental. 

As apresentações nesses espaços têm couvert artístico e os valores podem ser conferidos no site savassifestival.com.br.

Formação e reflexão 

O intenso percurso de formação e reflexão do Savassi Festival se inicia na segunda (29/7) e vai até sexta (2/8), com a residência artística TRAMA e a masterclass Estúdio de Portas Abertas, ambas gratuitas. TRAMA é uma iniciativa de Glaw Nader, dedicada a músicos independentes, com foco especial para as instrumentistas, que proporciona ferramentas para aprimorar habilidade técnicas e criativas em um ambiente colaborativo. O percurso percorrerá temas como a construção de background, gestão e planejamento de carreira, além da improvisação musical. 

Já no Estúdio Portas Abertas, o público vai poder conhecer e acessar as técnicas e as rotinas envolvidas nas gravações e produções de diferentes estúdios de Belo Horizonte. Nesta edição, abrem suas portas os estúdios Panorama Audiovisual, Galvani, Galeria Resistor, Engenho e Locomotiva, com vagas limitadas. São exploradas técnicas de microfonação, escolha de microfones, método de gravação de violões, além de macetes para as gravações.

O Savassi Festival é viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura. Apresentação Ministério da Cultura e patrocínio Instituto Unimed-BH, por meio da doação de pessoas físicas. Realização Savassi Festival, Instituto Cidades Criativas e Governo Federal. Parceria Café com Letras, Clube de Jazz Café com Letras, CaptaMed, MIP, Chooperhead Garage, Soul Jazz Burguer, Conservatório UFMG e Honk! BH.  A produção é da Moby Dick e Ototoi.   

 

 

SERVIÇO 

Savassi Festival 2024 

Data: 28 de julho a 4 de agosto 

Mais informações e programação completa:  savassifestival.com.br

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Doizum Comunicações

Mayra Lopes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. - (31) 99795-0364

 

INSTITUTO UNIMED-BH

 

O Instituto Unimed-BH completou 20 anos em 2023. A associação sem fins lucrativos foi criada em 2003 e, desde então, desenvolve projetos socioculturais e socioambientais visando à formação da cidadania, estimulando o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, fomentando a economia criativa, valorizando espaços públicos e o meio ambiente. Ao longo de sua história, o Instituto destinou cerca de R$190 milhões por meio das leis de incentivo municipal e federal, fundos do idoso e da criança e do adolescente, com o apoio de mais de 5,6 mil médicos cooperados e colaboradores da Unimed-BH. Em 2023, mais de 20 mil postos de trabalho foram gerados e 2 milhões de pessoas foram alcançadas por meio de projetos em cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura, que estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030

27 de julho é o dia mundial de conscientização e combate ao câncer de cabeça e pescoço

Dados do Instituto Nacional do Câncer mostram que tumores de boca e laringe somam mais de 20 mil novos casos por ano no Brasil 

Desde 2017, a campanha Julho Verde chama a atenção para a importância do diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço. A iniciativa tem o propósito de conscientizar a população sobre o problema,  disseminando informações sobre prevenção e detecção precoce desses tumores. O objetivo é alcançar tanto o público em geral quanto os profissionais da saúde, que muitas vezes não sabem reconhecer os sinais da doença. 

“Quando falamos em tumores de cabeça e pescoço, estamos nos referindo a um conjunto de tumores que englobam sítios como cavidade oral, faringe, laringe, seios paranasais, fossas nasais, glândulas salivares, tireoide e pele da região da cabeça e pescoço, além do couro cabeludo”, explica o oncologista e coordenador do Hospital Integrado do Câncer da Rede Mater Dei de Saúde, Enaldo Melo de Lima.

De acordo com ele, dados do Instituto Nacional do Câncer mostram que tumores de boca e laringe somam mais de 20.000 novos casos por ano, sendo o terceiro mais comum entre os homens no Brasil (atrás apenas do câncer de próstata e pulmão). Trata-se de um tipo de câncer com significativa mortalidade no país, especialmente porque a maioria dos pacientes já apresenta doença avançada quando o diagnóstico é feito. “Isso faz com que o diagnóstico precoce seja o maior desafio no enfrentamento da doença”, sustenta Enaldo Lima.

Os principais fatores de risco relacionados a esse tipo de câncer são o tabagismo e o etilismo, mas estima-se que 85% desses tumores estejam ligados ao ato de fumar cigarros.  No entanto, de acordo com o oncologista, é possível notar um aumento de incidência em pessoas mais jovens e que nunca fumaram. “Nesse caso, os tumores em geral estão relacionados ao HPV.  Outros fatores de risco são a má higiene oral e exposição excessiva ao sol”, explica.

Os sintomas vão depender da localização do tumor primário, podendo se apresentar como rouquidão persistente, aparecimento de feridas na língua (que não cicatrizam), nódulos ou massas no pescoço, dor ou dificuldade para engolir, sangramento persistente no nariz, entre outros.

“A prevenção do câncer de cabeça e pescoço se baseia principalmente em mudanças de hábitos, como a abrir mão dos cigarros e de bebidas alcoólicas, melhora da higiene bucal e vacinação para HPV. Não existem exames de rastreio”, alerta o oncologista. Ele também chama atenção para o fato de que esses tumores são de difícil abordagem. Por isso, é fundamental a discussão dos casos de forma multidisciplinar, com um time que envolva especialidades como Oncologia, Radio Oncologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Odontologia, Psicologia, Nutrologia, Nutrição, Fisioterapia e Fonoaudiologia.

 

Sobre a Rede Mater Dei de Saúde

Somos uma rede de saúde completa, com 44 anos de vida, tendo o paciente no centro de tudo e ancorada em três princípios: inteligência e humanização como pilares do atendimento; tecnologia como apoio da excelência; e solidez das governanças clínica e corporativa. Nossos serviços médico-hospitalares estão disponíveis para toda a família, em todas as fases da vida, com qualidade assistencial e profissionais altamente capacitados e especializados. Estamos em expansão, levando para mais pessoas o Jeito Mater Dei de Cuidar e de Acolher. Nossa premissa é valorizar a vida dos nossos pacientes em cada atendimento, disponibilizando o melhor que a medicina pode oferecer.

Unidades

Minas Gerais: Hospital Mater Dei Santo Agostinho, Hospital Mater Dei Contorno, Hospital Mater Dei Betim-Contagem, Hospital Santa Genoveva, CDI Imagem e Hospital Santa Clara

Bahia: Hospital Mater Dei Salvador e Hospital Emec

Goiás: Hospital Premium

  • Publicado em Saude
  • 0

Banner 468 x 60 px