Log in

Entenda a importância de manter o corpo hidratado durante o inverno

Além da água, outras bebidas e alimentos favorecem a hidratação do corporal, como isotônicos naturais, chás e frutas e legumes; descubra quais

 
Com a chegada do inverno, muitas pessoas passam a ingerir menos líquido podendo desencadear um quadro perigoso de desidratação, que pode causar dores de cabeça, cansaço e tonturas. É nesse período que a atenção deve estar voltada para idosos e crianças, já que a vontade de matar a sede está mais ligada ao calor e eles frequentemente relatam não sentir necessidade de consumir líquidos para hidratar o corpo.

A ingestão de líquidos se torna ainda mais indispensável devido à incapacidade de armazenamento hídrico do corpo humano. É por isso que a recomendação de ingestão de pelo menos dois litros de água é comum nos consultórios médicos e de nutrição para adultos. Além da água, outras bebidas e alimentos podem favorecer a hidratação do corpo como isotônicos naturais, chás, frutas e legumes com grande concentração de líquidos como a melancia, o abacaxi e a abobrinha.

O uso de isotônicos naturais pode também ser uma alternativa para manter os níveis de hidratação, mas é preciso ficar atento ao rótulo e na presença de ingredientes que podem ser nocivos para a saúde, como os aditivos artificiais, açúcares e nutrientes isolados provenientes de origem sintética. Esse produto, quando consumido com frequência, pode agravar doenças como diabetes, hipertensão e disfunções reais. Por isso, é importante escolher as versões naturais, como é o caso do isotônico Jungle que tem uma composição fácil de ser reconhecida, como a água de coco orgânica, a tapioca e o suco de frutas.

Outra dica para aqueles que têm dificuldade em manter a hidratação em dia durante os dias mais frios é ter uma garrafa de fácil acesso, sempre próxima.
 

Sobre Jungle:
A primeira marca brasileira de hidratação esportiva que possibilita aos atletas uma opção 100% natural e sem aditivos alimentares, como corantes ou aromas artificiais. Os primeiros produtos lançados da Jungle são repositores hidroeletrolíticos para o corpo com embalagens a base de plástico pós-consumo e neutralizadas do meio ambiente pelo sistema Eu Reciclo.

Conheça e pratique meditação para minimizar os sintomas da ansiedade

* Cláudio Brito

Você só tem um momento em que pode trabalhar e ser útil, que é o presente, o aqui e o agora. Algumas pessoas têm o foco em problemas e situações do passado, que quando mal resolvidos podem levar à depressão, mas é importante lembrar que não é possível agir sobre uma situação que já ocorreu. Em contrapartida, outras pessoas são fixadas no futuro, visualizam e projetam cenários do que podem acontecer, sejam positivos ou negativos, e são esses indivíduos que podem ser chamados de ansiosos.

Alguns métodos podem ajudar a melhorar a qualidade de vida de pessoas ansiosas, como a organização, auxílio terapêutico, prática de atividades físicas e meditação, que podem ser direcionados para o problema. É possível praticar a meditação em qualquer ambiente, sem nenhum tipo de equipamento e, com o desenvolvimento do hábito, fica ainda mais simples melhorar os sintomas da ansiedade.

Uma delas trabalha na presença, uma vez que no presente o passado não existe e o futuro ainda vai acontecer. Para meditar basta sentar ou deitar em uma posição confortável, fechar os olhos e trabalhar a imaginação: visualize a terra em seu formato global e os seus pés tocando o chão, sentindo a vibração deste planeta. 

Com o decorrer da prática, imagine uma bolha envolvendo o seu corpo de maneira suave e devagar, expulse da bolha pensamentos negativos e do futuro, onde você não pode agir. Mande embora as reflexões relacionadas ao rancor ou ódio de pessoas e de situações que não levam a nada de bom.

Dentro da bolha que imaginou há segurança e sentimentos positivos, de amor e de gratidão, energias de expansão que trazem benefícios, gerando calma e equilíbrio para a sua mente. Ao contemplar essas energias, sua mente também é elevada a um novo cenário, além do que existe a sua volta. Para finalizar e retornar ao seu estado de espírito e ambiente físico, é importante levar consigo as sensações de paz e os pensamentos positivos, que garantem um dia mais tranquilo, além de oferecer mais saúde mental para os praticantes.

Claudio Brito é mentor de mentores e CEO Global Mentoring Group, um grupo internacional focado na alta performance de mentores, baseado nos Estados Unidos. Especializado em Marketing Digital pela Fecap-SP e em Dinâmica dos Grupos pela SBDG, tem 21 anos de experiência e treinou com mestres como Alexander Osterwalder, Steve Blank e Eric Ries. Além disso, é frequentador assíduo de treinamentos de alto impacto em Babson, Harvard e MIT – Massachusetts Institute of Technology. Para saber mais, acesse https://globalmentoringgroup.com/ ou pelo @claudiombrito ou @globalmentoringgroup

Sobre Global Mentoring Group
O programa de mentoring, da GMG, é baseado nos grandes centros mundiais de estudo e desenvolvimento como MIT, Stanford, Harvard e nos processos de aceleração de startups do Vale do Silício, consiste numa orientação estruturada em que um profissional mais experiente (mentor) orienta um menos experiente (mentee ou mentorado).  É um processo de transmissão de conhecimento, que tem como objetivo provocar insights no mentee e é utilizado tanto para estimular alguém em início de carreira, quanto quem precisa se destacar no cargo em que ocupa, um colaborador que acabou de ingressar em uma corporação, ou um profissional sênior que esteja enfrentando, ou vai enfrentar, novos desafios na empresa ou fora dela. Para saber mais, acesse https://globalmentoringgroup.com/ ou pelo @claudiombrito ou @globalmentoringgroup

Saxofonista vence a Covid-19 com a ajuda da música



Depois de perder mais de 25% da capacidade pulmonar, os treinos diários de saxofone ajudam na reabilitação após a doença

O saxofonista Caetano Kraemer, de 45 anos, é um dos brasileiros que conseguiu vencer a Covid-19 após um intenso período no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba (PR). Internado com um quadro de comprometimento do pulmão entre 25 e 50%, classificada pelos médicos como Covid-19 grave, teve o agravante de uma asma grave disparada pela doença.

De acordo com a equipe que atendeu o saxofonista, a capacidade pulmonar foi reestabelecida em um tempo menor devido aos mais de 20 anos de prática diária do saxofone. Hoje, já em casa, o músico prepara-se para retomar as atividades em meio ao lançamento do primeiro álbum da Ensax Orquestra, única do Brasil com apenas saxofones, e disseminar a importância da música como cultura, mas também como saúde.

“Pacientes que tiveram a Covid-19 precisam melhorar a mecânica respiratória e a força muscular após a doença. O treino diário que Caetano manteve com o safoxone durante a vida deu a ele uma maior força muscular que evitou inclusive a instalação de deformidades”, explica Wilson Marcos Wansaucheki, fisioterapeuta responsável pelo tratamento do saxofonista.

Durante grande parte do internamento, Caetano precisou ficar sentado ou em pé para evitar trombose ou coágulos no corpo, além de sofrer com crises intermináveis de tosse, perda de memória, falta de ar e de energia, e cansaço intenso. “Quando começaram as fisioterapias respiratórias comecei a escutar jazz, Miles Davis, John Coltrane, Stan Getz e como conhecia as músicas, fazia o movimento de respiração e solfejava as músicas como se estivesse tocando com eles. Isto me ajudou muito a acelerar minha recuperação ainda no hospital e depois em casa”, detalha Caetano.

Para Caetano, a música foi essencial na recuperação, tanto pelo físico, como pelo lado emocional. “Montei uma rotina para conseguir passar o dia, pois quando se está muito debilitado você não vê o tempo passar, não entende o que está acontecendo. Dormia muito, tinha uma exaustão enorme e quando melhorei tinha que lidar com o fato que estava num quarto sozinho o dia todo. A música acabou funcionando para mim de várias maneiras, como meditação, como fisioterapia, para passar o tempo, depois fui descobrir que ainda me ajudava na recuperação do pulmão”, conta.

Os mais de 20 anos de saxofone e uma rotina rígida de exercícios aeróbicos deixaram no músico uma consciência respiratória e técnicas de aproveitamento dos pulmões bem acima da média. “Segundo meu fisioterapeuta isto salvou minha vida pois mesmo quando sai do hospital só tinha respiração torácica, aquela bem curta e rápida”, diz.

Hoje, Caetano mantém uma rotina de treino diário no saxofone, o que exige mais dos pulmões e colaboram para a cura completa da Covid-19. “Nos primeiros dias mal conseguia soprar o instrumento e tocar alguns compassos, agora já consigo tocar por dez ou 15 minutos seguidos. Ainda longe das quase duas horas que duram um show, mas mostra uma evolução e é isto que importa. Meu desejo é que a pandemia acabe logo para retomar os shows com a Ensax Orquestra e comemorar em grande estilo”, finaliza.

A importância do cuidado com os pés para pacientes com Diabetes

Especialistas em cirurgia do  e tornozelo, os irmãos e médicos ortopedistas Daniel e Tiago Baumfeld destacam os principais hábitos necessários às pessoas com a doença

 
Atualmente, apenas no Brasil, cerca de 13 milhões de pessoas possuem diabetes, mas a boa notícia é que alguns cuidados, especialmente relacionados aos pés, podem ajudar a prevenir as complicações da doença. De acordo com os irmãos e médicos ortopedistas Daniel e Tiago Baumfeld, especialistas em cirurgia do  e tornozelo, uma série de alterações pode ocorrer nos pés de pessoas com diabetes não controlado, como a perda de sensibilidade. “O ‘ diabético’ é ocasionado pelo Diabetes Mellitus e acontece quando uma área machucada ou infeccionada nos pés desenvolve uma lesão ou ferida mais grave”, explica Daniel Baumfeld.
 
De acordo com o ortopedista, com o passar do tempo, as sensações de dor e tato, chamadas de sensibilidade protetora, desaparecem.  “Essa ‘proteção’ conferida pela dor é o que nos faz identificar pequenos ferimentos e evitar com que os mesmos avancem, por exemplo”, completa Baumfeld. Em função da falta dessa proteção, pequenos machucados nos pés em pacientes com diabetes podem progredir rapidamente para grandes feridas, comprometendo, em alguns casos, a viabilidade do membro, sendo necessária sua amputação.
 
Mas, segundo o ortopedista Tiago Baumfeld, não há motivos para pânico. Existem várias atitudes que, quando praticadas no dia a dia, contribuem para evitar essa evolução catastrófica, sendo a mais importante delas o controle dos níveis de glicose. “Não adianta tomar qualquer medida preventiva local nos pés se os níveis de glicose não estiverem controlados. Esse é o primeiro e mais importante passo”, salienta.
 
Sobre os cuidados necessários com os pés, os irmãos ortopedistas destacam os mais importantes:
 
- Todos os pacientes diabéticos devem examinar os pés diariamente. Se necessário, pedir ajuda a familiar ou usar espelho, lembrando sempre de observar os espaços entre os dedos;
 
- Avisar o médico se tiver calos, rachaduras, alterações de cor ou úlceras. A abordagem precoce no aparecimento de qualquer uma dessas alterações é essencial para o sucesso do tratamento;
 
- Vestir sempre meias limpas, preferencialmente de lã, algodão, sem elástico, a fim de evitar pontos de pressão e favorecer o controle da umidade local;
 
 - Calçar sapatos que não apertem, de couro macio ou tecido. Não usar sapatos sem meias;
 
- Sapatos novos devem ser usados aos poucos. Usar inicialmente, em casa, por algumas horas por dia. Qualquer ponto de pressão deve motivar a adaptação ou troca imediata do calçado;
 
- Nunca andar descalço, mesmo em casa. Uma ferida por um acidente perfurocortante pode não terminar bem;
 
- Lavar os pés diariamente, com água morna e sabão neutro. Evitar água quente. Secar bem os pés, especialmente entre os dedos;
 
- Após lavar os pés, usar um creme hidratante à base de lanolina, vaselina líquida ou glicerina. Não usar entre os dedos para evitar acúmulo de umidade local;
 
- Cortar as unhas de forma reta, horizontalmente. Nunca "cutucar" as bases das unhas, essa pode ser uma porta de entrada significativa para infecções;
 
- Nunca remover calos ou unhas encravadas em casa;
 
Por fim, Tiago Baumfeld reforça a importância de os pacientes serem acompanhados por profissionais especializados. “O paciente com diabetes precisa de acompanhamento multidisciplinar, que um endocrinologista, ortopedista especialista em pés, cirurgião vascular, enfermeiros especialistas em feridas, psicólogos, entre outros profissionais”, finaliza o médico.
 
 

Os irmãos e médicos ortopedistas dr. Daniel Baumfeld e dr. Tiago Baumfeld são especialistas em cirurgia do  e tornozelo, proprietários da Clínica Vicci e mestres em ortopedia pela UFMG. Daniel é superintendente médico do Cruzeiro Esporte Clube e Tiago é supervisor médico.

Autocuidado é um forte aliado na luta contra a ansiedade



Atividades de beleza e bem-estar contribuem para a saúde mental, se tornando uma das prioridades dos brasileiros durante a pandemia

 
Se 2020 foi um ano em que a população experimentou restrições para ir ao salão, ao barbeiro e outras atividades de bem-estar, 2021 veio consolidar a demanda por esses serviços em domicílio e como prioridade. 

Segundo um estudo recente realizado pelo Ideia Big Data, milhões de brasileiros anseiam pelo fim da pandemia para, antes de tudo, investir nos cuidados físicos e emocionais. Isso inclui desde o retorno às igrejas até os cuidados com a beleza, que foram indicados como prioridade por 24% dos entrevistados. 
 
"Muita gente já deu um jeito de fazer isso de forma segura. Quem nunca viu meme sobre o boom da yoga na pandemia, por exemplo? Não é à toa. A demanda por essa atividade no formato online só cresce. O mesmo acontece com os serviços de beleza em domicílio", relata Gabriella Garcia, fundadora do app BNYOU, conhecido como o "uber da beleza" e que cresceu 985% de 2020 para cá. 

São incontáveis os estudos que mostram que cuidar do corpo impacta positivamente a saúde mental. Essa tendência é observada de perto pelos profissionais do aplicativo. “Com a pandemia, passei a atender minhas clientes exclusivamente em casa e percebo como isso fez diferença na qualidade de vida delas. Clientes mães, que estão sobrecarregadas com filhos e home office, quando fazem um corte relatam que a autoestima aumenta, se sentem confiantes e isto colabora para que todo o resto funcione melhor”, conta a cabeleireira Juliana Lima, que atende pelo BNYOU.

“Poder manter a beleza e o bem-estar em dia, e com segurança, é um grande diferencial. Uma tendência que veio para ficar, mesmo após a pandemia. Os clientes se surpreendem com a gama de serviços que podemos oferecer em domicílio, o que inclui manicures, cabeleireiros e barbeiros, a yoga, a massoterapia, depilação, personal stylists, entre outros”, elenca Gabriella, que é sócia do BNYOU ao lado de Fabio Rigoni.

Cuidados com a aparência e a saúde mental
 
Quadros de ansiedade e depressão se tornaram mais frequentes na pandemia. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UEFJ) comprovam esta tendência por meio de estudos que indicam que 80% da população brasileira está mais ansiosa, com um aumento de 90% nos casos de depressão. O número de pessoas com crises de ansiedade e sintomas de estresse agudo praticamente dobrou.

Para a especialista em saúde integral Karen Klocker, do Plunes Centro Médico, de Curitiba (PR), os cuidados pessoais podem estimular a autoestima, o empoderamento e a autoconfiança. “Uma pessoa se olhar no espelho e gostar do que vê é o início de uma cura interior. É preciso ressaltar as características positivas dentro de si para driblar os mecanismos sabotadores. Desta forma, é possível trabalhar a confiança, perceber o que faz mal e avançar sem culpa”, explica.

A empresária Luísa de Figueiredo, cliente do BNYOU, também acredita no autocuidado como estímulo para uma boa saúde mental e faz uso do aplicativo com frequência. “Para mim, o autocuidado está nas pequenas coisas e priorizo esses momentos. São compromissos que tenho comigo mesma. Seja fazer uma massagem para relaxar depois de um dia intenso de trabalho, fazer as unhas ou uma limpeza de pele. Isto vai muito além da estética, é um cuidado de fora para dentro. E o app me traz segurança e qualidade dentro de casa”, detalha.

Segundo os dados do BNYOU, atrelar os cuidados pessoais à saúde mental é uma tendência não só entre os clientes, mas também nas empresas. “Cada vez mais recebemos pedidos de empresas em busca de serviços de beleza e bem-estar para seus colaboradores. São pequenos gestos que refletem rapidamente na autoestima, ânimo, produtividade e felicidade no ambiente corporativo. Tudo se torna mais ativo e saudável”, finaliza Gabriella.  

Empresa brasileira investe no bem-estar físico e mental de colaboradores

Entre as ações do GRUPO GR, a antecipação dos salários para o primeiro dia útil do mês, para evitar filas em pagamentos, e o lançamento da UniGR, universidade corporativa do grupo para desenvolvimento dos profissionais

Segundo o relatório Tendências Globais de Capital Humano, empresas que apostam no bem-estar dos trabalhadores geram 61% maior produtividade e uma sensação de felicidade generalizada.

Pensando na saúde física e mental dos funcionários, o GRUPO GR, uma das maiores empresas de segurança privada do Brasil, investe em projetos que melhoram a qualidade de vida das equipes.

Entre as ações, está a Universidade GR. Com objetivo de aperfeiçoar o desempenho profissional, a UniGR é uma universidade colaborativa e gratuita, disponível a todos os profissionais do GRUPO GR. A plataforma oferece programas de desenvolvimento profissional, além de estudos variados, como economia doméstica, que ajudam no âmbito pessoal e familiar. Até dezembro de 2021, é esperado que todos os 11 mil colaboradores tenham acesso à plataforma.

Pensando nos cuidados dos funcionários durante a pandemia, uma vez que o setor de segurança privada também é um dos serviços essenciais, que tiveram de seguir em atividade na pandemia, foram distribuídas mais de 190 mil máscaras de proteção.

O GRUPO GR também criou o Programa de Agente Social GR, disponível na plataforma UniGR, para que cada colaborador dissemine nos postos de serviços, entre seus familiares e em sua comunidade, as boas práticas que evitam a contaminação do Coronavírus. Outro investimento foi no Serviço de Telemedicina, um programa de orientação médica dedicado àqueles com sintomas ou atestados que indicam contaminação por covid-19.  

“Diariamente, orientamos todos para que usem os EPIs fornecidos pela empresa e respeitem as indicações dos órgãos de saúde: uso de álcool em gel, várias vezes ao dia (desde março de 2020, a empresa já comprou 11.100 frascos); máscara, faceshield ou óculos de proteção; distanciamento mínimo de 1,5 metros de outras pessoas; e cuidados para evitar aglomerações”, afirma Vinícius Freitas, diretor de operações do GRUPO GR.

Houve mudanças também na rotina do time GR. Com a utilização da tecnologia, os gestores que faziam rondas presenciais e diárias nos postos, hoje fazem também rondas virtuais, usando videoconferência. “Além de garantir a segurança física dos trabalhadores, a atividade se torna ainda mais rápida, já que por meio de um clique, os gestores conseguem mudar a empresa que querem visitar”, destaca Freitas.

Além da tecnologia em câmeras, houve o investimento no atendimento dos funcionários. Comunicados internos ou referentes à pandemia têm sido feitos por canais digitais para evitar qualquer contato físico: Whatsapp, ferramentas Google (hangouths e meet), SMS, chatbot, e-mail, Pushing, app e Portal do Colaborador. 

Outra ação pró-segurança dos colaboradores foi a mudança do dia do pagamento. Percebendo que bancos, lotéricas e mercados podem gerar aglomerações, no quinto dia útil do mês, desde março de 2020 os pagamentos estão sendo realizados até o segundo dia do mês, para que os profissionais consigam adiantar compras e pagamentos. Os números demonstram que as orientações têm valido a pena. Enquanto, estatísticas apontam que 6,37% da população brasileira já foi contaminada, o levantamento do GRUPO GR aponta que apenas 1,39% dos colaboradores GR contraíram covid. “O trabalho da segurança patrimonial e controle de acesso tem de ser presencial, por isso os cuidados redobrados do grupo com nossos milhares de colaboradores”, pontua Freitas.

O Inverno e os Cuidados Com a Pele: Peelings e Tratamentos à Laser

Mais um inverno está chegando e a queda da temperatura, bem como a baixa umidade do ar, acabam diminuindo naturalmente a nossa transpiração corporal, além da oleosidade característica de nossa pele que removemos com banhos quentes; diminuindo uma camada natural chamada de manto hidrolipídico.

Essa agressão que nossa pele sofre devido ao clima frio e seco gera um processo de desnaturação proteica, causando, por exemplo, aquele aspecto esbranquiçado da pele. Por isso, antes de tudo é muito importante uma hidratação mais profunda durante essa época.

Mas além da Hidratação, que é um cuidado fundamental, podemos fazer alguns procedimentos que são indicados no período do inverno. Estamos falando daqueles procedimentos dermatológicos em que se faz necessário evitar a exposição ao sol, como os Tratamentos a Laser e os Peelings, que é sobre o que vamos falar hoje.

Peeling Químico
Existem vários tipos de peeling no mercado, porém,quando se trata do Inverno, nós temos uma ótima oportunidade para fazer o Peeling Químico, ideal para a época. O peeling químico nada mais é que um processo de descamação da pele por um produto ácido apropriado. Essa descamação pode ser superficial, média ou profunda.

Segundo a Dra. Mariana Paixão, médica dermatologista, membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologista) e da SBCD (Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica) -Existem cuidados a serem realizados antes do procedimento; que seria uma consulta e uma avaliação dermatológica para iniciar um preparo da pele. Depois de aplicado o peeling, a descamação começa no terceiro dia.

Os benefícios são inúmeros, como bem ressalta a Dra. Mariana Paixão – Temos a melhora do viço, a melhora do brilho, da textura e da qualidade da pele. Dependendo do grau do peeling observamos também uma melhora das rugas. Outra coisa que observamos é a sensação da pele bem cuidada e brilhante.


Tratamento a Laser
É um procedimento para remover as manchas escuras no rosto, remoção de pelos, rugas e cicatrizes, além de beneficiar a aparência da pele e a diminuição da flacidez. Há também inúmeros tipos de tratamento a laser para cada situação.

CO2 é um procedimento para o tratamento de cicatrizes, acnes e rugas, além do envelhecimento e da flacidez cutânea. Outro tratamento ideal para o inverno é o Laser Erbium que estimula a produção de elastina e colágeno, indicado para o tratamento de rugas finas, manchas, rejuvenescimento do rosto e cicatrizes mais superficiais. O Q-Switched, é também um procedimento que trata do Melasma.

Existe também a Luz Intensa Pulsada, que trata-se de um procedimento de rejuvenescimento através da emissão de um feixe de luz. É ideal para clarear alguns tipos de manchas, ajudar a melhorar a textura da pele, ajuda também no tratamento da vermelhidão, além de estimular a produção de colágeno e reduzir o tamanho dos poros. Porém, há contraindicações:  Não é recomendado para pessoas que fazem uso de corticoides, anticoagulantes ou remédios fotossensibilizantes, uma vez que a pele fica muito mais sensível e isso pode resultar em manchas, caso seja realizado esse procedimento.

Para finalizar, aí vão algumas dicas da Dra. Mariana Paixão para que você cuide bem de sua pele no inverno:

– Evite banhos quentes e demorados, evite também se ensaboar demais e fazer uso de buchas. Tudo isso pode alterar a nossa camada lipídica, e sem essa proteção a pele fica exposta e sujeitas às irritações e dermatites. Lembrando que as pessoas de pele oleosa e pele acneica também precisam se hidratar, porém, não podem fazer uso de hidratante comum, sendo o oil free, o mais indicado. Também é importante não esquecer do uso do filtro solar de três em três horas.

A alimentação correta também é fundamental para a saúde de nossa pele. Alimentos como nozes, amêndoas e castanhas contém antioxidantes e vitamina E, também devem ser adicionadas na dieta. E jamais devemos diminuir o nosso consumo de água, a constante hidratação também é fundamental para a nossa saúde.

- Durante o inverno é muito comum as pessoas diminuírem a ingestão de líquidos e isso é um grande erro. Manter a ingestão de água, no mínimo dois litros por dia, é de extrema importância para você manter a sua pele e o seu organismo hidratado. - Complementa a Dra. Mariana Paixão.
 
CRÉDITOS:

 
 
Dra Mariana Paixao  é Médica Dermatologista, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

CRM 136 803 RQE 67025

Insta @dramarianapaixao

www.dramarianapaixao.com.br

Pandemia faz disparar a procura por serviços de vacinação pela internet

O número de usuários que usam o serviço de compra e agendamentos online cresceu mais de 1.000% de janeiro de 2020 a janeiro de 2021, segundo dados do Vacinas.net, maior marketplace de vacinação do país. A expectativa é que as transações só aumentem na plataforma, assim como a capilaridade da rede, alcançando um faturamento da ordem de 36 milhões de reais até 2022

O isolamento social imposto pela pandemia e também a mudança do perfil do consumidor que busca cada vez mais agilidade e facilidades, fizeram a venda e o agendamento online de vacinas disparar de 2020 para 2021. O número de usuários que acessaram o Vacinas.net, o marketplace de vacinação com maior cobertura do Brasil, cresceu mais de 1000% de janeiro de 2020 a janeiro de 2021. Hoje o Vacinas.net está presente em 15 Estados, 11 capitais, cobre mais de 400 municípios e conta com cerca de 80 clínicas plugadas em sua plataforma.

O Vacinas.net é uma jovem healthtech que tem como proposta gerar valor a toda a cadeia e que conecta quem precisa se vacinar, a quem presta esse serviço, por meio da venda e agendamento online. O marketplace nasceu em abril de 2020 e já no primeiro ano de atuação alcançou um faturamento de 254 mil. Foram registrados na plataforma mais 650 clientes, responsáveis por gerar 765 pedidos, que resultaram na aplicação de quase 1,5 mil vacinas, ou seja, uma média de quase duas doses por pedido. Além disso, o site também intermediou a venda de mais de 40 mil doses de imunizantes contra a gripe para o mercado corporativo.

“Tivemos uma taxa média de conversão de 1,7% , o que é excelente para um e-commerce. Sendo que em junho houve um pouco de 7,4% no número de conversões. Esse cenário nos deu segurança para continuarmos investindo e mostrou que estamos no caminho certo. O primeiro ano de atuação foi para construir a rede e a partir de agora é focar no desenvolvimento do negócio”, explica Marcos Tendler, Fundador e CEO da Vacinas.net.

Para sustentar esse crescimento, a Vacinas.net já recebeu três rodadas de investimentos, que juntas totalizam cerca de 1 milhão de reais. Esses recursos trouxeram lastro para que o marketplace pudesse construir uma rede consolidada. Além de ações de marketing, a startup investiu em um sistema de gestão próprio capaz de dar suporte às clínicas parceiras, promover a integração entre elas, gerir estoques e pedidos e, por meio da função de pedidos multiclínicas, engajar mais de uma clínica em um mesmo atendimento. O mais recente aporte, recebido em março, de 1% do equity, subsidiará a abertura de uma clínica de vacinação própria, tanto a infraestrutura de equipamentos e cadeia do frio adequadas, como as obras). “Isso nos permitirá atender tanto à vacinação domiciliar, como a corporativa, além de iniciar um estoque próprio para abastecer as clínicas parceiras e validar e testar algumas ações que podem ser replicadas na rede. Isso já estará em operação na campanha de imunização contra gripe 2021, que está iniciando agora”, enfatiza.

As perspectivas para 2021, portanto, são bastante promissoras. Espera-se um salto ainda maior de crescimento, tanto de capilaridade como em receita. Em uma expectativa ponderada, a ideia é chegar a uma média de três doses por dia, por seller. Considerando um cenário de cerca de 100 clínicas fazendo parte do marketplace até o final do ano e um ticket médio de cerca de 300 reais, a ideia é que o faturamento alcance a faixa dos 36 milhões de reais. E, de acordo com o CEO, existe potencial para isso, pois o Brasil tem mais de 3,5 mil clínicas de vacinação e dez mil pontos de aplicação privados (laboratórios e farmácias). Este mercado fatura por ano cerca de 3 Bilhões de reais e atinge mais de 68 milhões de pessoas . Ou seja, há uma fatia ainda a ser conquistada pela venda online.

“Somos um marketplace B2B2C nossa proposta é ser um hub no mercado privado de vacinação, atuando em toda a cadeia produtiva. Queremos gerar valor para o cliente, com informação segura e de qualidade e apoiando na compra e agendamento online; para as clínicas com uma solução plug and play de e-commerce e como rede de escoamento e fornecimento para os distribuidores. Além de ser uma vitrine para a indústria, um canal promocional e uma fonte de dados para o fabricante, funcionamos como uma ferramenta de prescrição e suporte técnico para a classe médica. Hoje “ganhamos” com relação clínica e paciente, por meio da intermediação do serviço. Ao longo dos próximos anos, pretendemos gerar tráfego e monetização em outros elos”, finaliza Tendler.

SOBRE O VACINAS.NET
O Vacinas.net é o marketplace de vacinação com maior cobertura do Brasil, presente em 15 Estados, 11 capitais, cobre mais de 400 municípios e conta com cerca de 80 clínicas plugadas em sua plataforma. O Vacinas.net faz a conexão entre quem precisa se vacinar e quem executa o serviço de vacinação. Os serviços oferecidos no site são prestados por clínicas tradicionais de vacinação, com vasta experiência em atendimento domiciliar e que passam por um rígido processo de homologação.
Assinar este feed RSS

Banner 468 x 60 px